CPI da Covid

Brasil CPI da Covid ouve empresário Carlos Wizard; assista ao vivo

CPI da Covid ouve empresário Carlos Wizard; assista ao vivo

Em sua primeira convocação, ele não compareceu à comissão afirmando estar morando nos Estados Unidos


  • Brasil | Do R7

Wizard financiaria suposto gabinete paralelo

Wizard financiaria suposto gabinete paralelo

Marcos Oliveira/Agência Senado - 17.06.2021

O empresário Carlos Wizard será ouvido nesta quarta-feira (30) na CPI da Covid, no Senado, cerca de duas semanas após ter faltado à data inicialmente marcada.

Wizard chegou ao Senado segurando uma placa na qual estava escrito Isaías 41, 10, trecho da Bíblia em que está escrito: "Por isso não tema, pois estou com você; não tenha medo, pois sou o seu Deus. Eu o fortalecerei e o ajudarei;

eu o segurarei com a minha mão direita vitoriosa".

O fundador de uma escola de idiomas desembarcou no Brasil na segunda-feira (28) em retorno de viagem aos Estados Unidos. Conforme solicitação da CPI e determinação da Justiça, ele teve de entregar seu passaporte à Polícia Federal, e o documento ficará retido até que ele preste depoimento.

Wizard é investigado por supostamente participar de um 'gabinete paralelo', que seria responsável pelo aconselhamento ao presidente Jair Bolsonaro. 

O não comparecimento à CPI revoltou os senadores, que pediram à Justiça ordem para a condução coercitiva do empresário e a retenção do passaporte. Os pedidos foram atendidos, mas o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Luís Roberto Barroso suspendeu a ordem para condução coercitiva.

Wizard também tem decisão do STF que lhe permite ficar calado na CPI e não produzir provas contra si durante o depoimento.

Últimas