Coronavírus

Brasil Curva de mortes no Brasil é a maior entre países com mais óbitos

Curva de mortes no Brasil é a maior entre países com mais óbitos

Média móvel no país vem acelerando desde 21 de fevereiro e, de lá para cá, a taxa de óbitos por milhão de habitantes cresceu 94,4%

  • Brasil | Ulisses de Oliveira, do R7

Paciente com covid é tratado no Hospital de M'Boi Mirim, em São Paulo: unidades estão lotadas

Paciente com covid é tratado no Hospital de M'Boi Mirim, em São Paulo: unidades estão lotadas

Fernando Bizerra / EFE - 12.3.2021

No pior momento da pandemia de covid-19, conforme análise de especialistas em infectologia, o Brasil tem a maior curva acelerada de mortes entre países com mais óbitos.

Desde 21 de fevereiro, a média móvel de mortes semanais não para de crescer. Naquela data, o país contabilizava uma taxa de 4,88 óbitos por milhão de habitantes. Nesta quarta-feira (17), o índice chegou aos 9,49, ou seja, um crescimento de 94,4% na taxa de mortalidade.

Os números são do site Our World in Data, desenvolvido por pesquisadores da Universidade de Oxford, do Reino Unido.

A marca está em dissonância com os seis países onde mais pessoas morrem em decorrência do novo coronavírus. Os Estados Unidos, por exemplo, líder no ranking absoluto de óbitos, tem taxa de 3,72. A Itália possui 6,19; México, 3,69; Reino Unido, 1,78 e Índia, 0,11.

Veja no gráfico abaixo

Reprodução/Our World in Data

Ranking absoluto de mortes

Estados Unidos - 538.087
Brasil - 284.775
México - 195.908
Índia - 159.216
Reino Unido - 126.068
Itália - 103.432

Recordes

Ontem, o Brasil bateu mais um recorde de mortes por covid-19 registradas em 24 horas, segundo balanço do Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde).

Últimas