CPI da Covid

Brasil Deputado a Bolsonaro: 'Sempre te defendi e essa é a recompensa?'

Deputado a Bolsonaro: 'Sempre te defendi e essa é a recompensa?'

Luis Miranda (DEM-DF) escreveu no Twitter que só quis alertar presidente sobre irregularidades no contrato com a Covaxin

  • Brasil | Do R7

Luís Miranda será ouvido amanhã na CPI

Luís Miranda será ouvido amanhã na CPI

Reprodução Câmara dos Deputados

O deputado Luís Miranda (DEM-DF) escreveu no Twitter na madrugada desta quinta-feira (24) uma mensagem direta ao presidente Jair Bolsonaro.

Segundo Miranda, o presidente permitiu que ele e seu irmão fossem atacados por tentarem ajudar seu governo. "Sempre te defendi e essa é a recompensa?", questiona.

O deputado é irmão do servidor do Ministério da Saúde Ricardo Miranda, que disse ao MPF ter sido pressionado pela compra da vacina Covaxin, da Índia.

Foi depois da revelação do depoimento de Ricardo que o deputado Miranda reiterou as acusações à imprensa de irregularidades no contrato da vacina, que teve 20 milhões de doses compradas por R$ 1,6 bilhão.

Os irmãos também afirmam que levaram o conteúdo das denúncias ao presidente Bolsonaro (sem partido), em reunião no dia 20 de março deste ano, no Palácio da Alvorada. Segundo o deputado, o presidente disse que iria encaminhar o material à Polícia Federal.

Ele diz esperar desde então um retorno sobre o assunto e disse que não conseguiu mais ter uma conversa com Bolsonaro.

'xxx'

Pouco depois do meio-dia, o deputado voltou à rede social para dizer que o conteúdo das denúncias tanto a Bolsonaro quanto ao MPF foram vazados e que vai defender o irmão na CPI da Covid.

"Nem eu e nem o meu irmão queríamos essa exposição. Denunciamos a portas fechadas ao presidente Jair Bolsonaro. "E nunca divulgamos a conversa! Vazaram o depoimento do meu irmão dado ao MPF e a CPI nos convidou. Defender a coragem do meu irmão e a verdade é a minha missão. Não tem acordo!"

Reação

Após entrevista coletiva do governo na tarde de quarta-feira (23), na qual o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Onyx Lorenzoni, acusou Luís Miranda de falsificar documento e mentir sobre o contrato para a compra da vacina indiana contra a covid-19, o deputado afirmou que falará toda a verdade e mostrará documentos na CPI da Covid, para a qual foi convidado a prestar depoimento nesta sexta-feira (25), ao lado do irmão.

"Sexta-feira o Brasil saberá a verdade e os documentos falam por si só... se ficarmos calados, já será suficiente para todos os brasileiros se revoltarem e ainda entender quem está atrasando o Brasil!!", escreveu o parlamentar em suas redes sociais.

Onyx também afirmou na quarta que a Polícia Federal vai investigar os dois irmãos.

Últimas