Brasil Deputado cogita abrir CPI contra Rede Globo após investigações sobre fraude fiscal

Deputado cogita abrir CPI contra Rede Globo após investigações sobre fraude fiscal

Protógenes Queiroz encabeça apuração de denúncias feitas por manifestantes no Rio de Janeiro

  • Brasil | Do R7

Manifestantes se reuniram na noite desta quarta-feira (3) na frente da sede da Rede Globo, no Rio de Janeiro

Manifestantes se reuniram na noite desta quarta-feira (3) na frente da sede da Rede Globo, no Rio de Janeiro

Reprodução/Facebook/Anonymous Brasil

O deputado federal Protógenes Queiroz (PCdoB-SP) diz serem graves as informações que recebeu sobre sonegações fiscais cometidas pela Rede Globo. Recentemente, documentos vazados na internet divulgaram que a empresa teria sonegado um total de R$ 183,14 milhões da Receita Federal.

O delegado recebeu esses documentos de manifestantes que protestavam contra a emissora no Rio de Janeiro nesta quinta-feira (4) e alegou que irá realizar uma investigação sobre o assunto no Congresso Nacional.

— Pode-se partir até para uma CPI [Comissão Parlamentar de Inquérito] como outro tipo de investigação. Do meu conhecimento, já existem alguns procedimentos investigativos. Se eles não estiverem tendo seu tratamento a altura da gravidade do que se apura, é evidente que tem de ter uma investigação maior por parte do Parlamento brasileiro.

Leia mais notícias de Brasil

Protógenes, que vem acompanhando o assunto, diz que quer integrar em sua investigação a informação de outras esferas que já estariam analisando a Rede Globo.

— Eu já estou estruturando para solicitar informações junto à Receita Federal, de procedimentos instaurados, e também junto ao Ministério Público Federal e à Polícia Federal, indícios de Crime Financeiro. Não há só indícios de sonegação Fiscal. Foram relatados, pelo que acompanho, crimes financeiros e crimes tributários, e há indícios a se apurar nessa direção.

O deputado, que é ex-delegado da Polícia Federal, relata não ver indício de fraudes na documentação apresentada pelos manifestantes

— De maneira nenhuma. As reivindicações são legítimas.

Os manifestantes também apresentaram a Protógenes dados de que a fraude, na verdade, teria passado de R$ 1 bilhão de reais. Questionado se este valor não seria exagerado, o Queiroz não negou esta possibilidade.

— Pela estrutura que tem a Rede Globo, eu acho que é um valor compatível com o que eles têm sim. Em relação aos espaços publicitários, mídia, dinheiro, eu acho que pode chegar sim.

Procurada pela reportagem do R7, a assessoria de imprensa da Rede Globo informou que não irá se manifestar sobre o assunto.

Protestos

Na noite desta quarta-feira (3), cerca de mil manifestantes se reuniram na frente da sede da Rede Globo, no Rio de Janeiro. O grupo questionava o não pagamento dos impostos por parte da emissora à Receita Federal entre outros pontos relativos à empresa.

Durante o ato, foi entregue uma carta à Rede Globo cobrando explicações sobre a fraude ao fisco, assumida pelo grupo televisivo.

Últimas