Brasil Diretor da Anvisa discute análise de vacinas com governadores

Diretor da Anvisa discute análise de vacinas com governadores

Liderado por Wellington Dias (Piauí), grupo pediu informações sobre a Sputnik V e a Covaxin e sobre consórcio Covax Facility

Andamento da análise da Covaxin foi um dos temas do encontro virtual

Andamento da análise da Covaxin foi um dos temas do encontro virtual

Adnan Abidi/Reuters

Atendendo a convite do Fórum Nacional dos Governadores, o diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antonio Barra Torres, participou nesta segunda-feira (15) de reunião virtual com governadores. Liderado por Wellington Dias, do Piauí, o grupo pediu informações sobre o andamento da análise das vacinas Sputnik V, Covaxin e o funcionamento do consórcio Covax Facility.

Barra Torres informou que, até o momento, a Anvisa não está realizando análise de processos das vacinas Sputnik V e Covaxin, pois não foram apresentados documentos sobre os dois imunizantes. Ou seja, não há pedidos de uso emergencial ou registro para as duas vacinas.

Em relação ao consórcio Covax Facility, o diretor-presidente explicou que as vacinas poderão chegar ao Brasil sem necessidade de uso emergencial ou registro na Anvisa. A dispensa é possível porque o consórcio, coordenado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), já conta com a participação de especialistas da agência entre os responsáveis pelas análises dos estudos e dados necessários à aprovação das vacinas.

O Covax Facility foi regulamentado pela Anvisa no último dia 2 de fevereiro e se aplica às vacinas importadas via OMS.

Últimas