Brasil Dono da JBS é vaiado em churrascaria de São Paulo

Dono da JBS é vaiado em churrascaria de São Paulo

Churrascaria e Polícia Militar confirmam confusão com Joesley Batista; defesa, no entanto, nega e diz que o irmão Wesley pode ter sido confundido com ele

Joesley Batista, da JBS, é vaiado em churrascaria de São Paulo

Polícia Militar foi a restaurante depois de confusão com Joesley Batista

Polícia Militar foi a restaurante depois de confusão com Joesley Batista

Reprodução

Um homem que, segundo informações da PM, é o empresário Joesley Batista, dono da JBS, foi recebido com vaias neste domingo (11) em uma churrascaria no Itaim Bibi, zona oeste de São Paulo (vídeos abaixo). Após a confusão, o advogado que defende o empresário afirmou que ele não estava no local e que o alvo das vaias pode ter sido seu irmão, Wesley Batista, também dono da JBS.

Segundo um funcionário do estabelecimento, a confusão teria acontecido no horário de almoço (entre 12h e 18h).

De acordo com o advogado André Callegari, Joesley não foi ao restaurante. A reportagem só conseguiu contato com a defesa por volta das 19h50.

“Quem estava no restaurante era o irmão dele, o Wesley. O Joesley não saiu de casa. Já vimos [o vídeo] e não é ele, quanto ao Wesley eu não tenho certeza, porque o vídeo é muito ruim, mas tenho certeza que não é ele [Joesley]”, afirma Callegari.

No vídeo, clientes da churrascaria gritam "fora, Joesley" e o chamam de "palhaço". A filmagem também registra a chegada da Polícia Militar no local.

Joesley deixou a carceragem da Polícia Federal, também na zona oeste, durante a noite da última sexta-feira (9). Ele estava preso desde setembro do ano passado, e teve a liberação após decisão da 12ª Vara Criminal da Justiça Federal no Distrito Federal.

De acordo com apuração da Record TV, a Polícia Militar foi acionada às 17h13 para atender a ocorrência na churrascaria. Procurada pela reportagem, a assessoria de imprensa da Polícia Militar, no entanto, não dá detalhes sobre o caso.

    Access log