Eduardo Bolsonaro provoca crise com a China

Filho do presidente Jair Bolsonaro atribuiu culpa pelo coronavírus ao Partido Comunista Chinês e foi rebatido pelo embaixador da China no Brasil

"A culpa é da China", escreveu Eduardo Bolsonaro

"A culpa é da China", escreveu Eduardo Bolsonaro

Luis Macedo/Câmara dos Deputados

O embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, rebateu nesta quarta-feira (18) uma acusação feita pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) em um retuite afirmando que a culpa pela pandemia de coronavírus teria sido causada pelo Partido Comunista Chinês.

"A culpa é da China e liberdade seria a solução", escreveu o filho do presidente Jair Bolsonaro. Ao responder à acusação pela mesma rede social, Wanming afirma que a manifestação vai "ferir a relação amistosa China-Brasil".

Eduardo culpou Partido Comunista Chinês por coronavírus

Eduardo culpou Partido Comunista Chinês por coronavírus

Reprodução/Twitter

"As suas palavras são um insulto maléfico contra a China e o povo chinês. Tal atitude flagrante anti-China não condiz com o seu estatuto como deputado federal, nem a sua qualidade como uma figura pública especial", rebateu o embaixador.

Leia mais: Câmara aprova decreto de calamidade pública por coronavírus

Wanming ressalta ainda que a população chinesa 'repudia veementemente" as declarações feitas por Eduardo Bolsonaro e exige que ele peça desculpas ao povo chinês. "Vou protestar e manifestar a nossa indignação junto ao Itamaraty e a Câmara dos Deputados", garantiu ele.

Yang Wanming rebateu acusação de Eduardo Bolsonaro

Yang Wanming rebateu acusação de Eduardo Bolsonaro

Reprodução/Twitter