Eduardo Pazuello assume Saúde interinamente após saída de Teich

Nomeado no final de abril, secretário-executivo da pasta é um dos nomes cotados para ficar com o cargo depois de outra demissão no ministério 

Eduardo Pazuello assume pasta como interino

Eduardo Pazuello assume pasta como interino

Valter Campanato/Agência Brasil

O general Eduardo Pazuello vai assumir interinamente o cargo de ministro da Saúde após a saída de Nelson Teich anunciada nesta sexta-feira (15).

Pazuello foi nomeado secretário-executivo da pasta no dia 22 de abril. Ele despacha nesta sexta com Teich e, segundo apurou o R7, teria sido convidado para ficar no cargo.

O deputado e ex-ministro Osmar Terra também é cotado, mas a preferência de Bolsonaro é por Pazuello, que tinha assumido a missão no Ministério da Saúde de forma temporária.

Terra está em Brasília, não foi sondado e não tem previsão de ir ao Planalto.

Teich pediu exoneração

Teich estava no ministério quando foi convocado ao Planalto por Bolsonaro para uma reunião, por volta de 11h.

A exoneração foi a pedido de Teich, que não aceitou as premissas do presidente “acima da ciência”.

Teich não aceitou adotar a medicação hidroxicloriquina de forma indiscriminada, também em pacientes com sintomas iniciais de síndrome gripal.

As diretrizes traçadas pelo ministro para distanciamento social, estabelecendo gradações desde a flexibilização até o lockdown, também não foram aceitas nem pelo Planalto, nem pelos conselhos de secretários de saúde do Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) e do Conasems (Conselho Nacional das Secretarias Municipais de Saúde).

A assessoria do Ministério da Saúde prevê uma entrevista coletiva em que o próprio Teich esclareça as razões de sua saída.

Pazuello é o novo ministro interino da Saúde do governo Bolsonaro

Pazuello é o novo ministro interino da Saúde do governo Bolsonaro

Edu Andrade/Fatopress/Estadão Conteúdo - 27.4.2020