Em decreto, Bolsonaro altera data de exoneração de Weintraub

Retificação foi publicada no Diário Oficial da União. Agora ex-ministro da Educação deixou cargo em 19 de junho, um dia antes de ele viajar

Decreto aletrou data de exoneração de Weintraub do Ministério da Educação

Decreto aletrou data de exoneração de Weintraub do Ministério da Educação

Joédson Alves/EFE - 1500

A data de exoneração de Abraham Weintraub do cargo de chefe do Ministério da Educação foi alterada em decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro. A decisão foi publicada nesta terça-feira (23) no Diário Oficial da União. O ato havia sido publicado anteriormente no sábado (20), em edição extra. Em decreto, a saída dele da função ministerial foi modificada para 19 de junho, um dia antes de ele embarcar para os Estados Unidos.

Até então, Weintraub tinha sido exonerado no mesmo dia em que desembarcou em solo americano.

Leia mais: Interino da Educação revoga portaria de Weintraub sobre cotas

A saída do ministro já havia sido anunciada em vídeo pelo presidente Jair Bolsonaro na quinta-feira (18) após polêmicas com o STF (Supremo Tribunal Federal), mas a exoneração só foi publicada no sábado.

Ele é investigado pela Suprema Corte após dizer, em reunião ministerial, que  "botava vagabundos na cadeia, começando pelo STF".

Veja também: Receita libera consulta ao segundo lote de restituição do IR 2020

Weintraub foi indicado para assumir a cadeira do Brasil na direção do Banco Mundial. A indicação precisa ser aprovada pelos países do grupo liderado pelo Brasil. O salário da vaga é de R$ 115 mil mensais.

Decreto assinado pelo presidente com alteração da data

Decreto assinado pelo presidente com alteração da data

Reprodução