A Prisão de Lula
Brasil Em entrevista na cadeia, Lula chama Moro e Dallagnol de mentirosos

Em entrevista na cadeia, Lula chama Moro e Dallagnol de mentirosos

Ex-presidente disse apostar no Supremo Tribunal Federal para ser inocentado e que quer sair da prisão "de cabeça erguida"

Lula

Lula está preso desde abril do ano passado

Lula está preso desde abril do ano passado

Rodolfo Buhrer/Reuters – 02.03.2019

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva chamou o ex-juiz federal Sérgio Moro e o procurador Deltan Dallagnol de mentirosos, nesta sexta-feira (26) durante a primeira entrevista concedida desde que foi preso.

A entrevista foi transmitida parcialmente pelas redes sociais de deputados petistas. É a primeira vez que Lula fala à imprensa desde que foi preso, há cerca de um ano.

O STF atendeu a um pedido da Folha de S.Paulo e El País para ouvir o ex-presidente na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR). 

Em um trecho da conversa, Lula diz querer sair da cadeia "com a cabeça erguida". "Como eu entrei, inocente."

"Eu tenho certeza, o Moro tem certeza... se as pessoas não confessarem agora, no dia da extrema unção a gente vai confessar. Ele [Moro] tem certeza que eu sou inocente. Esse Dallagnol tem certeza, que ele é mentiroso e mentiu ao meu respeito."

Sobre o apartamento triplex no Guarujá (SP) que motivou a prisão, Lula disse que "Moro mentiu" ao atribuir-lhe a propriedade do imóvel.

STJ reduz pena de Lula para 8 anos, 10 meses e 20 dias de prisão

Lula disse acreditar que o STF (Supremo Tribunal Federal) vai inocentá-lo, porque a Corte muitas vezes já contrariou pressões populares em votações. 

"A única coisa que eu quero é que votem com relação aos autos do processo. Eu não peço favor a ninguém, eu não quero favor de ninguém. Eu só quero que julguem em função das provas."

O R7 procurou o Ministério Público Federal no Paraná, onde Deltan atua, e o ministério da Justiça e Segurança Pública, chefiado por Moro. Até o momento, nenhum dos órgãos se manifestou.