Brasil Em escuta da PF, Rosemary diz que Lula parece um “velho caquético”

Em escuta da PF, Rosemary diz que Lula parece um “velho caquético”

Ex-chefe de gabinete foi indiciada na operação Porto Seguro

Em escuta da PF, Rosemary diz que Lula parece um “velho caquético”

Uma conversa de Rosemary Noronha grampeada pela Polícia Federal em maio deste ano mostra a ex-chefe de gabinete da Presidência em São Paulo comparando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a “um velho caquético”.  Ela dizia a Paulo Vieira, ex-diretor da ANA (Agência Nacional de Águas), que estava preocupada com a imagem pública de Lula após um suposto tombo levado em casa. As informações são do Jornal Folha de S.Paulo.

No diálogo, Vieira diz que achou Lula muito abatido em evento no Rio e Rose responde: "É, eu já falei pra ele. Ele tem que parar de se expor em público enquanto a perna dele não ficar boa... Ele levou um tombo domingo passado dentro de casa... Ele tá parecendo um velho caquético".

O ex-diretor discorda da comparação e Rose responde que a impressão depende do canal a que se estiver assistindo: “Uma coisa é você ver uma foto no jornal manipulada pelo [Ricardo] Stuckert [fotógrafo do Instituto Lula]. Outra coisa é você ver um movimento na Globo News".

Conheça as belas que roubaram o coração dos políticos

Blindado, Lula dificilmente será ouvido no Congresso

"Nunca fiz nada ilegal", diz Rosemary Leia mais notícias de Brasil

Rosemary e o ex-diretor perderam seus cargos depois que foram indiciados pela Polícia Federal na operação Porto Seguro, deflagrada na última sexta-feira (23). A investigação desbaratou um esquema de venda de pareceres técnicos fraudados para favorecer empresas privadas.

Relatório de inteligência da Polícia Federal revela que Rosemary disse a Paulo Vieira e a seu irmão Rubens Vieira, ex- diretor de Infraestrutura da Anac (Aeroportuária da Agência Nacional de Aviação Civil), que trataria de suas nomeações para agências reguladoras com Lula. O documento não cita nominalmente o petista, mas investigadores estão certos de que Rose se referia a ele ao escrever "PR" em e-mails trocados com os Vieira.

O jargão é usado no governo para se referir ao chefe do Executivo.

Carvalho

O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, afirmou nesta sexta-feira (30) que a revelação da troca de e-mails entre Rosemary e os irmãos Vieira não complica a situação de Lula.

— Não tem nenhuma complicação para o presidente Lula

A afirmação foi feita quando Carvalho chegou ao Ministério da Previdência para uma reunião de trabalho com o secretário-executivo da pasta, Carlos Gabas.  Ele também negou que tenha informado Lula da operação da PF, que envolveu Rosemary, que é amiga do ex-presidente.