Brasil Escoltado pela PF, Lula se entrega à Justiça em São Paulo

Escoltado pela PF, Lula se entrega à Justiça em São Paulo

Ex-presidente saiu caminhando da sede do Sindicato dos Metalúrgicos às 18h40 e entrou em um carro estacionado nas proximidades

Lula sai caminhando da sede do Sindicato dos Metalúrgicos

Lula sai caminhando da sede do Sindicato dos Metalúrgicos

Reprodução/Record TV

O ex-presidente Lula saiu da sede do Sindicato dos Metalúrgicos em São Bernardo do Campo, às 18h40, e entrou em um carro que foi estacionado em uma rua próxima.

A saída foi tumultuada, Luiz Inácio Lula da Silva saiu com seguranças por uma das portas laterais do prédio.

Atravessou a pé a multidão, que pretendia bloquear a saída de seu carro, com muito empurra-empurra. O portão do estacionamento foi retirado para que ele pudesse sair.

O ex-presidente atravessou a rua atrás do sindicato e entrou pelo portão da TVT. Os manifestantes ficaram do lado de fora, muitos deles exaltados e se empurrando. Um homem alegava ter sido atingido no rosto por um segurança.

De dentro da TVT, Lula partiu em um comboio de carros descaracterizados rumo à sede da Polícia Federal, na Lapa, zona Oeste de São Paulo. Depois de fazer o exame de corpo de delito ele deve ser levado de helicóptero para o Aeroporto de Congonhas. O destino final deve ser Curitiba, no Paraná, onde o ex-presidente deve começar a cumprir a pena de 12 anos e 1 mês.

Lula ficou aproximadamente 48 horas no Sindicato dos Metalúrgicos, desde a noite de quinta-feira (5).

Mais cedo, um pouco antes das 19h, o ex-presidente chegou a entrar em um carro na garagem do sindicato, mas foi impedido de deixar o local por manifestantes que bloqueavam a saída. Houve tumulto, um portão de ferro chegou a ser arrancado e Lula teve que voltar para o prédio.

Veja imagens do momento em que Lula sai do prédio do Sindicato dos Metalúrgicos:

Lula diz não ser ladrão, critica Moro e avisa que vai se entregar à Justiça: