Brasil Estado promete saúde, mas enche academias de impostos

Estado promete saúde, mas enche academias de impostos

Governo quer que todos sejam saudáveis, mas não abre mão dos 57% de impostos sobre equipamentos de ginástica  

Quando o governo promete coisas de graça, prepare o bolso porque lá vem chumbo! Um dos inúmeros exemplos é a promessa de atendimento médico para todos, de Norte a Sul do país. Para dar aquela turbinada na sua saúde, o governo taxa em “apenas” 57%* os equipamentos de ginástica.

Aí você pode pensar: “e eu com isso? Eu não sou dono de academia”. Mas lembre-se, pequeno gafanhoto, que todos os custos – incluindo impostos – são sempre repassados ao consumidor final, ou seja, você.

Imposto turbinado: alta taxação de equipamentos de ginástica acaba sendo repassada para o consumidor

Imposto turbinado: alta taxação de equipamentos de ginástica acaba sendo repassada para o consumidor

Wikimedia Commons

Logo, se você não pode bancar a mensalidade de uma academia, não é porque o dono da maromba é um capitalista malvadão, mas sim, porque o governo (tão bonzinho) não abre mão de abocanhar uma baita fatia até na hora da malhação.

É desse jeitinho que os mais pobres não podem nem passar perto de uma boa academia, o que deixa todo mundo mais sedentário e, portanto, mais propenso a precisar de atendimento médico.

O Brasil não é para amadores, caro colega, aqui a gente fica sem dinheiro e sem saúde.

*Levantamento do Ranking dos Políticos com base nas informações da Receita Federal NCM equipamentos de ginástica; imposto de importação: 20%, PIS/COFINS: 9,25%, ICMS: 18%, IPI: 20%. Não inclui Imposto de Renda, INSS sobre folhas de pagamento e IVA-ST

Últimas