Novo Coronavírus

Brasil 'Estou com a minha certeira de vacinação em dia', diz Bolsonaro

'Estou com a minha certeira de vacinação em dia', diz Bolsonaro

Presidente afirmou que precisa ter imunização regularizada para visitar outras nações como chefe de Estado

  • Brasil | Do R7

Bolsonaro negou conflitos diplomáticos com Índia e China

Bolsonaro negou conflitos diplomáticos com Índia e China

Joédson Alves/EFE - 16.12.2020

O presidente Jair Bolsonaro garantiu nesta quinta-feira (21) que está com a carteira de vacinação em dia. "Tem países que exigem certas vacinas para serem visitados. Se você não tomar vacina, você não entra", disse o presidente durante sua tradicional live semanal nas redes sociais. 

A fala surge após o suposto sigilo de 100 anos imposto sobre o documento, o que Bolsonaro classificou como uma mentira. "É para tumultuar. Vi muita gente boa nas minhas redes sociais me criticando", afirmou.

Leia mais: Bolsonaro parabeniza chanceler após liberação de vacina pela Índia

"O que interessa para você saber sobre minha carteira de vacinas? Você quer saber a marca de sabonete que eu uso?", questionou Bolsonaro ao lado dos ministros Ernesto Araújo (Relações Exteriores) e Tarcísio Gomes de Freitas (Infraestrutura). 

Live contou com os ministros Ernesto Araújo e Tarcísio Freitas

Live contou com os ministros Ernesto Araújo e Tarcísio Freitas

Reprodução/Youtube

Bolsonaro ainda reafirmou que o governo federal vai disponibilizar vacina para todos os brasileiros, "de forma gratuita e não obrigatória". Ele contou ainda que discute com os irmãos se a mãe, Olinda Bolsonaro, de 94 anos, será imunizada.

Ao comentar sobre as relações diplomáticas com Índia e China, responsáveis por parte dos insumos das vacinas aprovadas pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), Bolsonaro disse que não há problemas com os dois países. "O problema é burocrático. Não é nada político", garantiu.

Questionado sobre um possível pedido do governo chinês pela demissão de Ernesto Araújo, Bolsonaro enfatizou que "ninguém ousaria" procurá-lo para tratar do assunto. "Isso seria um ultraje pra gente", afirmou. Araújo complementou a fala do presidente e disse que a suposição não existe entre países soberanos. "Tem gente que quer criar invenções onde não existe".

Últimas