Brasil Estúdio News analisa como será o consumo no futuro

Estúdio News analisa como será o consumo no futuro

Especialistas apontam aceleração de tendências e novas oportunidades causadas pela pandemia

Renato Fonseca, Gustavo Toledo e Daniela Dantas

Renato Fonseca, Gustavo Toledo e Daniela Dantas

Divulgação

A mudança nos hábitos de consumo é uma consequência de períodos de crise devido novas necessidades dos consumidores ao enfrentar os problemas. Na pandemia do coronavírus não é diferente. Neste sábado (01) o Estúdio News vai conversar sobre os novos hábitos de consumo com o gerente-executivo de Pesquisa e Competitividade da CNI, Renato da Fonseca, e com a diretora Regional da América Latina da WGSN, Daniela Dantas.

Segundo levantamento recente do Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe), a crise gerada pelo novo coronavírus deve mudar hábitos de consumo, principalmente em setores ligados ao comércio e aos serviços. Segundo Dantas, a tendência é que a retomada da economia seja lenta nesse primeiro momento.

"Na pandemia, as pessoas deixaram de comprar bens duráveis, ou seja, produtos que eu não preciso comprar regularmente e posso esperar mais à frente, como automóvel e vestuário. O grande problema é que não se pode esperar que assim que a gente abrir o comércio e as lojas tudo volte ao normal, a gente vai ter consumidores bastante cautelosos e, com isso, um período de transição com recuperação lenta".

Se todas as mudanças verificadas durante o período de isolamento vão permanecer ainda não é possível afirmar. Porém, Daniela acredita que a tendência é que o consumidor repense a sua relação com as marcas.

"O comportamento humano não muda do dia para noite. Agora a mudança é por necessidade, mas com certeza isso vai ter uma consequência maior de repensar a relação com marcas e com o próprio consumo".

O Estúdio News vai ao ar aos sábados, às 22h15. A Record News é sintonizada pelos canais de TV fechada 55 Vivo TV, 78 Net, 32 Oi TV, 14 Claro, 19 Sky e 134 GVT, além do canal 42.1 em São Paulo e demais canais da TV aberta em todo o Brasil.

Últimas