Brasil Estúdio News debate importância da reserva para investir no futuro

Estúdio News debate importância da reserva para investir no futuro

Poupar está muito mais ligado ao hábito do que necessariamente ao valor. Programa recebe economistas e vai ao ar no próximo sábado, às 22h15

  • Brasil | Do R7

Na foto,  Cassiana Fernandez, Gustavo Toledo e Patricia Lages

Na foto, Cassiana Fernandez, Gustavo Toledo e Patricia Lages

Divulgação

A reabertura econômica poderá trazer um alívio no bolso dos brasileiros, porém o planejamento financeiro é fundamental para evitar dívidas e administrar custos. No Estúdio News deste sábado (5), as economistas Cassiana Fernandez, do JPMorgan e membro do Grupo Macro da Anbima, e Patrícia Lages, comentarista financeira do Jornal da Record, falam sobre a necessidade de mudanças de comportamento e realocação de gastos.

Segundo Cassiana, os benefícios concedidos pelos governos conseguiram garantir a sobrevivência das famílias e de empresas que tiveram acesso a crédito. Para conseguir passar por esse período sem recorrer a grandes condições de financiamento e endividamento muito alto, ela enfatiza a importância de se ter uma reserva.

“É fundamental para a empresa ainda ter um caixa, as empresas que conseguiram preservar um caixa durante o período da crise e não se endividar tanto. São empresas que hoje têm condições para garantir uma retomada mais rápida e de forma saudável”, afirma.

Patricia Lages destaca que as finanças pessoais estão relacionadas a uma questão de comportamento e que é importante ter o hábito de poupar.

“No caso do benefício de R$ 600, quem usou esse valor para outras coisas que não foram necessariamente essenciais talvez não tenham percebido de que em breve não o terão mais. Quem usou de maneira mais inteligente, para quitar uma conta, negociou o pagamento de algumas coisas que já estavam atrasadas, antes de usar o dinheiro para comprar ou contratar empréstimos novos, fez um uso melhor”, diz.

O Estúdio News vai ao ar aos sábados, às 22h15. A Record News é sintonizada pelos canais de TV fechada 55 Vivo TV, 78 Net, 32 Oi TV, 14 Claro, 19 Sky e 134 GVT, além do canal 42.1 em São Paulo e demais canais da TV aberta em todo o Brasil.

Últimas