Brasil Ex-ministro da saúde, Adib Jatene morre aos 85 anos

Ex-ministro da saúde, Adib Jatene morre aos 85 anos

Jatene sofreu infarto do miocárdio na noite desta sexta-feira

  • Brasil | Do R7, com Agência Estado

Ex-ministro da saúde, Adib Jatene comandou a pasta durante o governo de Collor e de FHC

Ex-ministro da saúde, Adib Jatene comandou a pasta durante o governo de Collor e de FHC

Valter Campanato/28.07.2010/ABr

Ex-ministro da saúde e cardiologista, Adib Jatene morreu na noite desta sexta-feira (14) aos 85 anos, no HCor (Hospital do Coração), em São Paulo.

De acordo com informações da assessoria de imprensa do hospital, Jatene teve um infarto do miocárdio, chegou ao hospital por volta das 23h e faleceu logo depois.

No último dia 24 de setembro, o ex-ministro já havia sofrido um infarto. À época, ele também foi encaminhado para o HCor e retornou à sua casa após recuperação. O velório de Jatene ocorre das 9h às 16h deste sábado (15) no próprio hospital. O enterro do médico está programado para às 17h no Cemitério do Araçá, na região central da capital paulista.

Carreira

Nascido em Xapuri, no Acre, Jatene se formou na FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo) em 1953 e teve duas passagens pelo Ministério da Saúde.

A residência e pós-graduação foram realizadas no Hospital das Clínicas, sob comando do professor Euríclides de Jesus Zerbini, o pioneiro dos transplantes de coração no país. O primeiro modelo do "coração-pulmão" artificial foi um dos trabalhos de Jatene. Em São Paulo, ele trabalhou no Hospital das Clínicas da FMUSP e como cirurgião no Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia da Secretaria de Estado da Saúde.

Na política, comandou a secretaria estadual da Saúde em São Paulo, no governo de Paulo Maluf, de 1979 a 1982. Jatene também foi ministro da Saúde por duas vezes. A primeira ocorreu no governo do ex-presidente Fernando Collor, entre fevereiro e outubro de 1992. Três anos depois, em janeiro de 1995, Jatene foi convidado pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso para comandar a pasta da Saúde novamente. Ele permaneceu no cargo até novembro de 1996.

Últimas