Brasil Ex-senador José Paulo Bisol morre, aos 92 anos

Ex-senador José Paulo Bisol morre, aos 92 anos

Advogado, professor, escritor, desembargador, Bisol tinha insuficiência renal crônica e sofreu falência múltipla dos órgãos

  • Brasil | Do R7

Bisol deixa mulher, 3 filhos, 9 netos e 1 bisneto

Bisol deixa mulher, 3 filhos, 9 netos e 1 bisneto

Walter Fagundes/ALRS/Divulgação

O ex-senador e ex-secretário de Justiça do Rio Grande do Sul José Paulo Bisol morreu neste sábado (26), em Porto Alegre, aos 92 anos. Bisol tinha insuficiência renal crônica, apresentou piora no quadro e sofreu falência múltipla dos órgãos. Ele deixa mulher, três filhos, nove netos e um bisneto.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, lamentou a morte de Bisol, a quem se referiu como um defensor das causas sociais. “Referência na luta pelos direitos humanos, Bisol participou ativamente da política brasileira no período de redemocratização. Nossos sentimentos à família e amigos”, escreveu Pacheco em uma rede social.

A morte também foi lamentada pelos senadores Jaques Wagner (PT-BA), Paulo Paim (PT-RS) e Zenaide Maia (Pros-RN). “O Brasil perde uma figura pública de referência na luta pela democracia, direitos humanos e cidadania”, declarou Zenaide.

Trajetória

Bisol foi advogado, professor, escritor, desembargador e ex-secretário de Justiça do Rio Grande do Sul. Sua trajetória política começou como deputado estadual, pelo MDB, de 1983 a 1987; e depois como senador, de 1987 a 1995. Em 1989, Paulo Bisol foi candidato a vice-presidente pelo PSB na chapa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

*Com Agência Senado

Últimas