Brasil Falta de limpeza nas vias e buracos marcam gestão Haddad

Falta de limpeza nas vias e buracos marcam gestão Haddad

Candidato à presidência pelo PT, o ex-prefeito não cumpriu metade do plano de metas e reduziu o recapeamento de vias

Gestão Haddad deixou a desejar na zeladoria

Prefeito Haddad não cumpriu plano de metas

Prefeito Haddad não cumpriu plano de metas

Marcelo Carmargo/ABr

O candidato à presidência da República pelo PT e ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, deixou a cidade com grandes obras paralisadas e sérios problemas na zeladoria da cidade.

Haddad terminou o mandato à frente da prefeitura com metade do plano de metas cumprido (54,5%). Das 123 propostas, 67 foram realizadas. Dos três novos hospitais que estavam no programa de governo, um foi entregue. E das 55 mil casas populares, mas 12.585 mil foram entregues. Entre os maiores problemas da gestão está a zeladoria.

De acordo com dados da prefeitura, em 2016, último ano da gestão de Haddad como prefeito, a Ouvidoria Geral do Município registrou 773 protocolos com reclamações por falta de limpeza de vias e de jardinagem na cidade.

Naquele ano, a cidade varreu menos lixo das ruas do que em 2013. De acordo com os números da prefeitura, em 2013, foram recolhidas 118 mil toneladas de lixo das ruas. Já em 2016, o número caiu para 91 mil.

A quantidade de buracos tapados também caiu. De acordo com reportagem publicada em novembro de 2015, recursos gastos com recapeamento foram reduzidos em 70% pela gestão do prefeito do PT.

O R7 encontrou em contato com a campanha presidencial petista e aguarda um posicionamento.

    Access log