Brasil FHC muda posição e diz apoiar CPI da Petrobras

FHC muda posição e diz apoiar CPI da Petrobras

"O presidente do PSDB, senador Aécio Neves, conduzirá o tema", diz o ex-presidente em nota

FHC muda posição e diz apoiar CPI da Petrobras

FHC mudou posição para apoiar posição de Aécio Neves

FHC mudou posição para apoiar posição de Aécio Neves

Dida Sampaio/25.02.2014/Estadão Conteúdo

Depois de se posicionar contra a criação da CPI da Petrobras, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso divulgou nota neste domingo para defender que as investigações sobre as irregularidades envolvendo a estatal. Na nota, o ex-presidente disse que o presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG), tem o apoio dele para conduzir as negociações pela instauração de uma CPMI (Comissão Parlamentar Mista de Inquérito) da Petrobras.

Leia a nota na íntegra:

“Os acontecimentos revelados pela imprensa sobre malfeitos na Petrobras são de tal gravidade que a própria titular da Presidência, arriscando-se a ser tomada como má gestora, preferiu abrir o jogo e reconhecer que foi dado um mau passo no caso da refinaria de Pasadena. Pior e fato único na história da empresa: um poderoso diretor está preso sob suspeição de lavagem de dinheiro.

Alckmin descarta criação da CPI da Petrobras em troca de "boa investigação"

Sendo assim, mais do que nunca se impõe apurar os fatos. Embora, antes desse desdobramento eu tivesse declarado que a apuração poderia ser feita por mecanismos do Estado, creio que é o caso de ampliar a apuração. O presidente do PSDB, senador Aécio Neves, conduzirá o tema, em nome do partido, podendo mesmo requerer, com meu apoio, uma CPMI.

Afinal é preciso saber porque só depois de tudo sabido foi demitido o responsável pelo parecer que induziu a compra desastrada da refinaria nos Estados Unidos e que relações havia entre o diretor demitido e o que está preso. Afinal, trata-se da Petrobras, empresa símbolo de nossa capacidade técnica e empresarial.”

Veja as notícias do R7 na palma da mão. Assine o R7 Torpedo