Brasil Forças Armadas decidem se há democracia ou ditadura, diz Bolsonaro

Forças Armadas decidem se há democracia ou ditadura, diz Bolsonaro

Presidente sugeriu ainda que as Forças Armadas foram "sucateadas" com o objetivo de implementar o regime socialista

Agência Estado
O presidente Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro

Youtube/Divulgação

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira (18) que as Forças Armadas são as responsáveis por decidir se há democracia ou ditadura em um país. O chefe do Executivo sugeriu ainda que as Forças Armadas foram "sucateadas" como parte de um objetivo de implementar o regime socialista no Brasil.

Leia também: Avaliação positiva de Bolsonaro cai 6 pontos percentuais, diz pesquisa

No período da manhã, em meio às pressões sobre a atuação do governo durante a pandemia da covid-19, Bolsonaro recorreu a um discurso mais ideológico. Para os apoiadores, ele também voltou a dizer que seu governo está há dois anos sem corrupção e reiterou críticas ao governo do presidente venezuelano Nicolás Maduro.

"O pessoal parece que não enxerga o que o povo passa, pra onde querem levar o Brasil, para o socialismo. Por que sucatearam as forças armadas ao longo de 20 anos? Porque nós, militares, somos o último obstáculo para o socialismo", afirmou para apoiadores na saída do Palácio da Alvorada no período da manhã.

"Quem decide se o povo vai viver em uma democracia ou ditadura são as suas Forças Armadas. Não tem ditadura onde as Forças Armadas não a apoiam", declarou o presidente do Brasil.

Bolsonaro afirmou ainda que "temos liberdade ainda", mas "tudo pode mudar" e fez referência a possível eleição de Fernando Haddad (PT), seu adversário no segundo turno nas eleições de 2018.

"No Brasil, temos liberdade ainda. Se nós não reconhecermos o valor destes homens e mulheres que estão lá, tudo pode mudar. Imagine o Haddad no meu lugar. Como estariam as Forças Armadas com o Haddad em meu lugar?", questionou Bolsonaro.

Últimas