Novo Coronavírus

Brasil Forças Armadas transportam cilindros de oxigênio para Manaus

Forças Armadas transportam cilindros de oxigênio para Manaus

Ação faz parte de estratégia para o enfrentamento da pandemia de covid-19 na capital amazonense, que vive escalada da doença

  • Brasil | Do R7

Cerca de 386 cilindros de oxigên
io foram transportados para Manaus, capital do Amazonas

Cerca de 386 cilindros de oxigên io foram transportados para Manaus, capital do Amazonas

Divulgação/FAB

As Forças Armadas transportaram, na madrugada desta quarta-feira (13), cerca de 386 cilindros de oxigênio destinados a Manaus, capital do Amazonas. A missão, com logística de guerra, deve terminar apenas no próximo domingo (17). 

Leia mais: Morre prefeito de Goiânia, Maguito Vilela, por complicações da covid-19

A ação atende à solicitação do governador do Amazonas, Wilson Miranda, que pediu o tranporte dos clindros junto ao Comando Conjunto da Amazônia — um dos 10 comandos conjuntos estabelecidos em todo o país pela Operação Covid-19.

Veja também: 'Bolsonaro tentou sabotar medidas para conter covid-19', diz relatório

A medida visa ajudar no enfrentamento da pandemia de covid-19 no Estado, principalmente em Manaus, que vive um momento de escalada da doença neste início de ano. 

Logística de guerra

Segundo o ministério da Defesa, existe uma operação logística típica de guerra no transporte de cilindros de oxigêncio. O primeiro voo transportando carga saiu de Belém, no Pará, rumo à Manaus, na última sexta-feira (8), com carregamento de 150 cilindros. No sábado (9), um novo transporte aconteceu, dessa vez carregando mais 200 cilindros. 

Em 10 dias, serão percorridos 37.600 km e alocadas 94 horas de voo. O equivalente a quase uma volta completa na Terra sobre a linha do equador.

A missão de assistência hospitalar ocorre no contexto da Operação Covid-19. A Marinha, o Exército e a Aeronáutica estão mobilizados desde 20 de março do ano passado no combate à pandemia.

Últimas