CPI da Covid

Brasil Frederick Wassef causa tumulto ao tentar entrar sem máscara na CPI

Frederick Wassef causa tumulto ao tentar entrar sem máscara na CPI

Advogado da família Bolsonaro foi impedido de entrar pela Polícia Legislativa. Randolfe quer investigar quem autorizou a entrada

  • Brasil | Do R7

O advogado Frederick Wassef estava no corredor da sala da CPI e foi impedido de entrar

O advogado Frederick Wassef estava no corredor da sala da CPI e foi impedido de entrar

Joédson Alves/EFE - 24.02.2021

Frederick Wassef, advogado da família Bolsonaro, causou tumulto nesta sexta-feira (25) ao tentar entrar na sala de reuniões da CPI da Covid sem máscara. O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) informou que Wassef estava no corredor e pretendia entrar mesmo sem máscara, razão pela qual o presidente da comissão, senador Omar Aziz (PSD-AM), chamou a Polícia Legislativa para retirá-lo do recinto.

Enquanto Randolfe Rodrigues dizia que a presença de Wassef no local causava estranhamento, senadores governistas afirmavam que qualquer pessoa podia assistir a uma sessão do Senado. Ainda assim, Randolfe disse que iria investigar quem autorizou a entrada do advogado, uma vez que o acesso à sala da CPI é restrito. 

No Twitter, circulavam informações de que Wassef tinha ido à CPI após "descobrir" que seria alvo de quebras de sigilo, a pedido do relator da comissão, senador Renan Calheiros (MDB-AL). Mas o suposto pedido de quebra de sigilo não foi feito.

Após ser retirado, Wassef falou a jornalistas sobre o que chamou de uso indevido da máquina pública. "Eu tenho as minhas prerrogativas. A CPI está sendo usada com desvio nítido de finalidade e função", disse. "Senhor Renan Calheiros, o senhor poderia pedir ajuda à organização criminosa que está infiltrada dentro do Coaf, e que agiu desta mesma forma quebrando meu sigilo bancário e fiscal, e vazando criminosamente à imprensa."

Últimas