Brasil Futebol pacifica menores que cumprem medida socioeducativa

Futebol pacifica menores que cumprem medida socioeducativa

Centro de Atendimento em Pernambuco com histórico de rebeliões e tentativas de fuga vê melhora no comportamento de jovens

Futebol tem ensinado sobre união e disciplina

Futebol tem ensinado sobre união e disciplina

Anders Mejlvang/Pixabay

Nesta sexta-feira (21), acontecerá um torneio de futebol no CASE (Centro de Atendimento Socioeducativo), localizado na cidade de Cabo de Santo Agostinho (PE). Mas muito além da atividade física que o evento proporciona, a iniciativa está ajudando a apaziguar os menores internados no estabelecimento.

O programa social USE (Universal Socioeducativo) realiza torneios esportivos como este em todo o país, para ensinar aos reeducandos a importância da união, da disciplina e do cumprimento das regras.

Além de organizar os torneios, o USE fornece o material esportivo para a atividade, como bolas, uniformes de jogo, troféus e medalhas. Participarão do campeonato deste domingo 72 menores que cumprem medida no CASE.

Isaías Monteiro, responsável pelo programa social em Pernambuco, explica que a unidade é de alta periculosidade, pois abriga menores que já praticaram crimes graves. ”Lá já ocorreram várias rebeliões, fugas, tentativas de homicídio, além de brigas entre esses grupos rivais”.

Contudo, desde que a USE passou a organizar os torneios de futebol na unidade, foi notada uma melhora no padrão de comportamento dos internos.

“O esporte sempre será uma ferramenta aliada no processo de reintegração à sociedade, por resgatar valores esquecidos e mostrar novas possibilidades”, avalia Isaías.  “A ideia do torneio surgiu nas visitas às unidades. Enxergamos a necessidade de buscar maior interação entre eles, pois o clima era sempre de muita hostilidade entre os jovens.”

Dez voluntários estão envolvidos com a ação da USE no centro de atendimento. Um deles é Caio Codeceira, comerciante de 20 anos de idade.

“Fui detido quando ainda era menor de idade, no estado da Paraíba. Voltei a Pernambuco para cumprir medida socioeducativa, e tive a oportunidade de mudar de vida com o apoio dos voluntários do USE”, relata o voluntário.

Recuperação, apoio e orientação

O Universal Socioeducativo foi criado em 1988 pela Igreja Universal do Reino de Deus. Em março de 2017, o programa social passou a atuar em todo o país para ajudar na recuperação de adolescentes em conflito com a lei.

Os trabalhos incluem apoio social e psicológico, cursos, palestras, entretenimento cultural e esportivo. Além disso, o programa oferece suporte jurídico, orientação e almoço aos familiares desses adolescentes. No ano passado, foram beneficiadas 364 mil pessoas, entre jovens apreendidos e seus familiares.

Pernambuco é um dos estados que, em 2019, foram obrigados a soltar adolescentes apreendidos para cumprir uma decisão do Supremo Tribunal Federal, em razão de terem mais adolescentes infratores internados do que vagas em unidades socioeducativas.

Últimas