Brasil Fux é homenageado por intensificar relações entre Brasil e Israel

Fux é homenageado por intensificar relações entre Brasil e Israel

Descendente de família refugiada pela perseguição durante a 2ª Guerra Mundial, o ministro foi o 1º judeu a assumir uma cadeira no STF

Luiz Fux recebeu a medalha Jerusalém de Ouro

Luiz Fux recebeu a medalha Jerusalém de Ouro

Rosinei Coutinho/SCO/STF -14/10/2020)

O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Luiz Fux, recebeu nesta quarta-feira (14) uma homenagem da embaixada israelense em Brasília (DF) a medalha Jerusalém de Ouro.

A honraria é dada a personalidades pela contribuição para o fortalecimento da comunidade judaica brasileira e o estreitamento da relação com Israel.

Descendente de uma família exilada da 2ª Guerra Mundial, Fux é o primeiro judeu a assumir vaga na mais alta Corte brasileira. Seu avô materno exercia função de juiz arbitral na coletividade e o pai, Mendel Wolf Fux, era imigrante romeno naturalizado brasileiro e advogado da área de contencioso cível.

Leia mais: Segurança de Luiz Fux é reforçada após caso André do Rap

Ao receber a homenagem das mãos do embaixador Yossi Shelley, o ministro lamentou que, apesar de seguir os valores e princípios do judaísmo, nunca esteve no país e lembrou os versos do hino de Israel que costumava cantar nos tempos do colégio em que estudou no Rio de Janeiro.

Outras personalidades, como o presidente Jair Bolsonaro, o vice-presidente da Câmara dos Deputados, Marcos Pereira (PRB-SP) e o Bispo Edir Macedo, também já foram condecorados com a medalha Jerusalém de Ouro.

Últimas