grevecaminhoes
Brasil Governador de SP: ‘falta clareza’ da Presidência para acabar com a greve

Governador de SP: ‘falta clareza’ da Presidência para acabar com a greve

Márcio França defendeu que muitos caminhoneiros não entenderam o que Temer anunciou no domingo

greve dos caminhoneiros

França diz que vai passar novas reivindicações a Temer

França diz que vai passar novas reivindicações a Temer

Avener Prado/Folhapress

O governador de São Paulo, Márcio França (PSB), disse após reunião com representantes de caminhoneiros na tarde desta segunda-feira (28), que a desmobilização da greve ainda não ocorreu porque falta clareza do governo federal para anunciar as medidas tomadas. 

— Eles não conseguiram compreender o que foi dito.

A reunião foi dividida em duas partes. Primeiro com manifestantes que estão na rodovia Régis Bittencourt e que dizem ter contato com motoristas de outras rodovias do Brasil e depois com caminhoneiros de São Paulo.

França ainda disse que vai ligar para o presidente Michel Temer (MDB) nesta noite para passar as novas reivindicações feitas pelos manifestantes.

Os caminhoneiros pediram que seja fixado em uma tabela da ANTT (Agência Nacional dos Transportes Terrestres) o valor do frete mínimo para cada tipo de veículo, que a redução de R$ 0,46 em cima do diesel seja feita com base no valor que o combustível estava sendo vendido no sábado (19) anterior a greve e esse valor seja divulgado em uma tabela mostrando o preço em cada estado. Além disso, eles pedem a anistia das multas aplicadas aos manifestantes durante a greve.

Segundo o governador de São Paulo, os caminhoneiros se comprometem a acabar com a paralisação em até três horas após as medidas serem aplicadas no Diário Oficial da União.

Na reunião, França disse que os manifestantes calculam 15 dias para normalizar o abastecimento em todo o País. Nas cidades grandes, a situação já estaria normal em quatro dias.

Greve caminhoneiros arte

Greve caminhoneiros arte

Arte / R7