grevecaminhoes
Brasil Governo diz que principais rodovias do Brasil "estão liberadas"

Governo diz que principais rodovias do Brasil "estão liberadas"

Ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, afirma que número "pontos de concentração" das manifestações caiu para 197

greve dos caminhoneiros

Sobrinho: "Brasil está rodando e voando"

Sobrinho: "Brasil está rodando e voando"

Mister Shadow/Estadão Conteúdo - 27.5.2018

O governo federal afirmou na noite desta quarta-feira (30) que as principais rodovias do Brasil "estão liberadas" após a paralisação de dez dias de caminhoneiros bloquear vias de todo o País.

Entre as principais liberações, foram citadas as rodovias Presidente Dutra RJ-SP), Fernão Dias (SP-MG), BR-101 (Salvador-Natal) e BR-324 (Salvador-Feira de Santana), além de Rondonópolis e da via que liga Goiânia a Brasília.

"O Brasil está rodando e voando", disse o chefe do Estado Maior Conjunto das Forças Armadas, Almirante Ademir Sobrinho, durante entrevista coletiva convocada pelo governo.

Ao abrir o pronunciamento, o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, disse que o número atual de "pontos de concentração" de manifestantes caiu para 197, segundo dados compilados até às 19h desta quarta-feira. "No intervalo de 12 horas, saímos de 544 para 197. Acho que esses números são claros a respeito da desaceleração desta paralisação", diz Jungmann.

“Ficou claro que a pauta dos caminhoneiros estava atendida e que o movimento começava a se infiltrar por aqueles que davam um direcionamento político, que atingia a todos nós e à própria democracia. No momento em que a opinião pública se virou contra esse movimento que nada tinha a ver com as reivindicações originais dos caminhoneiros, eles perderam todo o apoio", analisou Jungmann.

Ministro do STF determina multa de R$ 141 milhões a transportadoras

De acordo com Sobrinho, o novo balanço realizado pelas Forças Armadas, PRF (Polícia Rodoviária Federal) e os órgãos de segurança pública mostra que "os principais eixos de escoamento da produção no País estão liberados".

Sobrinho afirma que apenas uma estrada que liga Rondônia a Porto Velho ainda não foi destravada pelos manifestantes. "Já se solicitou a desinterdição desta via e esperamos que amanhã de manhã a circulação já esteja normalizada na via", disse ele.

Durante a coletiva, Jungmann comentou também que as intervenções dos militares para a retiradas de alguns caminhoneiros dos bloqueios. "[No início], tivemos um comportamento do diálogo. Depois, tivemos que fazer valer a autoridade, o que está nos levando de volta à normalidade", disse Jungmann.

Greve caminhoneiros arte

Greve caminhoneiros arte

Arte / R7
    Access log