Brasil Governo dos EUA envia emissários para avaliar debate no Brasil

Governo dos EUA envia emissários para avaliar debate no Brasil

Emissários do presidente Donald Trump vão fazer relatório e enviar para Washington. Eles estão de olho em Bolsonaro, Alckmin e na estratégia do PT

Governo dos EUA envia emissários para avaliar debate no Brasil

EUA estão de olho em um 2º turno entre Alckmin e Bolsonaro

EUA estão de olho em um 2º turno entre Alckmin e Bolsonaro

Marlene Bergamo/Folhapress - 09.08.2018

O governo dos Estados Unidos enviou três funcionários da embaixada no Brasil para acompanhar o debate entre candidatos à Presidência realizado pela Band, na noite desta quinta-feira (9).

Emissários do governo do presidente Donald Trump fizeram anotações, conversaram com jornalistas e vão enviar um relatório a Washington com suas impressões sobre o programa.

Na opinião de um dos funcionários da embaixada, que conversou em caráter reservado com o Broadcast Político/Estadão, faltou confronto entre os presidenciáveis brasileiros, diferentemente de como costumam ser os debates da eleição americana.

A principal dúvida do grupo, disse o emissário, é avaliar a probabilidade de um segundo turno entre Geraldo Alckmin (PSDB) e Jair Bolsonaro (PSL) e até que ponto a estratégia do PT de manter o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como candidato terá efeito eleitoral.

Além das propostas e dos comentários, Washington quer monitorar o que os candidatos brasileiros falam sobre os Estados Unidos, disse o funcionário. O país de Donald Trump, porém, não foi tema do diálogo entre os presidenciáveis.

Primeiro bloco é marcado por confronto direto entre candidatos

Segundo bloco: rombo nas contas públicas e reformas

Terceiro bloco: candidatos debatem corrupção, educação e dívidas

Confira as principais frases do 1º debate presidencial

undefined
    Access log