Brasil Grampo telefônico é encontrado em gabinete de ministro do STF

Grampo telefônico é encontrado em gabinete de ministro do STF

Aparelho foi achado em varredura de rotina na sala de Luís Roberto Barroso e estaria desligado

Luis Roberto Barroso, ministro do STF, ficou surpreso ao saber da escuta em seu gabinete, mas não esboçou maior preocupação

Luis Roberto Barroso, ministro do STF, ficou surpreso ao saber da escuta em seu gabinete, mas não esboçou maior preocupação

Carlos Humberto/ 10.09.2015/ STF

Um dispositivo de escuta telefônica foi encontrado no gabinete do ministro Luís Roberto Barroso, do STF (Supremo Tribunal Federal).

A informação foi confirmada na tarde desta terça-feira (17) pelo STF.

O aparelho foi achado durante uma varredura de rotina feita por funcionários da Corte. Quando foi encontrado, o dispositivo estava desligado.

O dispositivo estava instalado em uma caixa de tomada embutida no chão, logo abaixo da mesa do ministro. Ainda não foi possível identificar quando a escuta foi implantada e se ela chegou a ser ativada em algum momento.

O STF não informou a data precisa do encontro do grampo. A Corte abriu um procedimento interno para apurar o caso.

Recentemente, o ministro assumiu a relatoria da ação que definiu o rito de impeachment da presidente da República afastada Dilma Rousseff. Segundo interlocutores, o ministro ficou surpreso ao saber da escuta em seu gabinete, mas não esboçou maior preocupação.

Barroso ocupa o gabinete número 429, no quarto andar de um prédio dos anexos do STF, em Brasília, desde 2013, quando assumiu o cargo de ministro na Suprema Corte. Antes, a sala era usada por Joaquim Barbosa, então presidente do Supremo, que anunciou aposentadoria antecipada pouco tempo depois do julgamento do mensalão.

Leia mais notícias de Brasil