Gravações indicam pressão de ministro da Justiça para beneficiar frigorífico, mostrou com exclusividade o JR

Áudio sugere que Osmar Serraglio interferiu para favorecer doador de campanha

Gravações envolvendo o ministro da Justiça, Osmar Serraglio, com donos de frigoríficos investigados pela operação Carne Fraca foram divulgadas com exclusividade pelo Jornal da Record na semana passada.

Nesta quinta-feira (30), as gravações voltaram a circular.

As conversas obtidas pelo Jornal da Record mostram que Serraglio e o ex-superintendente do ministério da agricultura no Paraná, preso na operação Carne Fraca, agiam para defender interesses de empresas doadoras na campanha do ministro para deputado.

Em uma das conversas, Reinaldo Gomes de Morais, dono de um frigorífico, que fica no interior do Paraná, fala com Daniel Gonçalves, ex-superintendente regional do ministério da agricultura no Estado, preso na operação carne fraca, da polícia federal.

No diálogo, Reinaldo pede a Daniel que devolva o SIF da empresa dele — SIF é o Serviço de Inspeção Federal, autorização de funcionamento do ministério da agricultura. Daniel, que é o responsável pelos certificados, responde que está sendo pressionado pelo então deputado e atual ministro da Justiça, Osmar Serraglio, para que não devolva a autorização.

A suspeita é que o frigorífico de Reinaldo fosse concorrente de um outro, protegido pelo ministro da Justiça. 

Confira a reportagem na íntegra: