Novo Coronavírus

Brasil Grupo finca cruzes em frente ao Congresso em referência à covid-19

Grupo finca cruzes em frente ao Congresso em referência à covid-19

Ação em homenagem às mais de 57 mil vítimas da doença no Brasil foi organizada pelo coletivo Resistência e Ação  

Agência Estado
Grupo é formado por cerca de 60 manifestantes

Grupo é formado por cerca de 60 manifestantes

Mateus Bonomi/Agif /Estadão Conteúdo – 28.6.2020

Manifestantes fincaram 1.000 cruzes em frente ao Congresso Nacional na manhã deste domingo (28), em homenagem às vítimas da covid-19 e em protesto contra a postura do presidente Jair Bolsonaro em combate à pandemia do novo coronavírus. O País já registra mais de 57 mil mortes pela doença.

A ação foi organizada pelo coletivo Resistência e Ação, grupo com cerca de 60 integrantes. "São pessoas que não concordam com a ausência de política de valorização da vida, com o descaso do governo", disse Cleide Martins, uma das organizadoras do ato. "Sabemos que muitas das pessoas que estão perdendo as pessoas não podem sequer se despedir."

Leia mais: 1ª morte por covid-19 ocorreu quatro dias antes do informado

Além das cruzes, foram colocadas faixas no local com dizeres contra o presidente. Em uma delas estava escrito "Fora Bolsonaro Mourão e Centrão". O ato faz parte do movimento intencional #StopBolsonaro.

O ato contou com a presença de algumas parlamentares. "Foi um ato muito bonito em homenagem às vítimas e ao mesmo tempo pontuado a necessidade de retirar Bolsonaro para que possamos enfrentar essa crise", disse a deputada federal Érika Kokay (PT-DF). A deputada Benedita da Silva (PT-RJ) e a presidente nacional do partido, Gleisi Hoffmann, também estiveram presentes.

Últimas