Brasil Guedes confirma Castello Branco para Presidência da Petrobras

Guedes confirma Castello Branco para Presidência da Petrobras

Futuro ministro da Economia do presidente eleito Jair Bolsonaro confirmou mais um economista com passagem pela Universidade de Chicago 

Petrobras

Castello Branco (e) já foi do conselho da Petrobras

Castello Branco (e) já foi do conselho da Petrobras

Wilton Junior/Estadão Conteúdo - 15.03.2011

O futuro superministro da Economia Paulo Guedes, indicado para o cargo pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), escolheu o economista Roberto Castello Branco para a Presidência da Petrobras.

"O futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, recomendou ao presidente eleito, Jair Bolsonaro, a indicação para a presidência da Petrobras de Roberto Castello Branco, que aceitou o convite", informa nota divulgada nesta segunda-feira (19) pela assessoria de imprensa de Paulo Guedes.

Castello Branco vai substituir o atual presidente Ivan Monteiro, que ocupa o posto desde junho após o pedido de demissão de Pedro Parente.

Castello Branco foi membro do conselho de Administração da Petrobras entre 2015 e 2016. Atualmente ele é membro do Conselho de Administração da Invepar, empresa de concessões na área de infraestrutura.

Ele também é diretor do Centro de Estudos em Crescimento e Desenvolvimento Econômico da FGV (Fundação Getúlio Vargas).

O economista tem doutorado em economia pela FGV (1977) e pós-doutorado pela Universidade de Chicago (1977-78) — época em que Guedes cursava o doutorado na mesma universidade.

Castello Branco também ocupou cargos de direção no Banco Central e em outras instituições financeiras privadas. Entre 1999 e 2014, ele foi diretor na mineradora Vale. 

A nota da assessoria de imprensa de Guedes afirma que Castello Branco possui "extensa experiência no setores público e privado", com "projetos de pesquisa na área de petróleo e gás".

O atual presidente da Petrobras, Ivan Monteiro, vai continuar no cargo até a nomeação do novo presidente.