Há preocupação em relação à postura dos europeus sobre carne, diz ministro

Maggi lembrou que seis frigoríficos foram interditados porque não cumpriram regras

O ministro da Agricultiura informou que as fiscalizações continuam

O ministro da Agricultiura informou que as fiscalizações continuam

Antonio Cruz/Agência Brasil

O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, disse nesta quarta-feira (29) que "há preocupação por parte do governo brasileiro em relação à postura dos europeus" diante da carne nacional. Segundo o ministro, os europeus devem propor novas regras e controles do produto depois das irregularidades encontradas pela Operação Carne Fraca da Polícia Federal. "Precisamos entender o que eles estão propondo", comentou o ministro.

Maggi disse que haverá uma nova reunião com os europeus na quinta e que ainda há muitas dúvidas por parte deles. "Os europeus querem ter certeza, por exemplo, que as irregularidades encontradas nos 21 frigoríficos não contaminaram as outras plantas autorizadas a exportar para a Europa". De acordo com o ministro, dos 21 frigoríficos investigados, seis exportam para o mundo inteiro e quatro exportaram para a Europa.

O ministro informou que as fiscalizações continuam e que já foram recolhidas as amostras de todos os 21 frigoríficos. Do total, a análise de 12 frigoríficos já foi concluída e até agora, segundo Maggi, não foi encontrado nenhum problema que trouxesse risco à saúde humana. "Tudo que encontrarmos será comunicado ao consumidor".

Maggi lembrou que seis frigoríficos foram interditados porque não cumpriram regras. Ele confirmou que, no mês de maio, deverá viajar para os principais mercados consumidores de carne brasileira, conforme antecipou na terça o Broadcast, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado. "Vamos dar explicações técnicas e políticas e reatar a confiança deles". A programação das viagens ainda não está fechada, mas abrange parte da Europa, Oriente Médio e Ásia.