Brasil IBGE: 16 Estados ignoram auxílio-natalidade

IBGE: 16 Estados ignoram auxílio-natalidade

Apesar de ainda restrita, pesquisa aponta que distribuição do benefício tem sido ampliada

IBGE: 16 Estados ignoram auxílio-natalidade

Na maioria dos Estados, mães não têm benefício

Na maioria dos Estados, mães não têm benefício

AP Photo/David Guttenfelder

Apenas 11 unidades da Federação disponibilizam auxílio-natalidade para mulheres em condições de vulnerabilidade social que dão à luz, indica Estadic 2013 (Pesquisa de informações básicas estaduais – Perfil dos Estados Brasileiros), divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta quinta-feira (13)

A lista é formada por Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Paraná, Piauí, Rio de Janeiro, Roraima e Tocantins.

A pesquisa, porém, aponta uma ampliação da distribuição do benefício.

No levantamento anterior, divulgado no ano passado, apenas Amazonas, Roraima, Tocantins e Distrito Federal compunham a lista.

Menor unidade da Federação, DF tem mais servidores que qualquer Estado

Tocantins, Minas e Pernambuco são Estados que mais investem em saúde

Oito Estados não têm verba específica para defesa da mulher

Além disso, a pesquisa indicou que, em 2013, o auxílio-calamidade foi oferecido para vítimas de tragédias em 14 Estados: Amazonas, Acre, Alagoas, Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Mato Grosso, Piauí, Rio de Janeiro, Roraima, Sergipe, Tocantins, Mato Grosso do Sul, Rondônia.

Estados destinam só 2% do orçamento para o meio ambiente

No ano anterior, nove Estados haviam distribuído o benefício.