Ibope: Bolsonaro lidera; Alckmin, Ciro e Marina empatam em 2º

É o primeiro levantamento após o TSE barrar a candidatura de Lula; pesquisa foi feita entre os dias 1º e 3 e ouviu 2002 eleitores

Bolsonaro lidera; Alckmin, Ciro e Marina empatam

Bolsonaro lidera; Alckmin, Ciro e Marina empatam

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O Ibope divulgou nesta quarta-feira (5) o resultado da mais recente pesquisa de intenção de voto na eleição presidencial de 2018.

O candidato Jair Bolsonaro (PSL) lidera a pesquisa eleitoral com 22% das intenções de voto. Ele oscilou dois pontos percentuais para cima em relação ao último levantamento divulgado no dia 20 de agosto.

Ciro Gomes (PDT) subiu três pontos, de 9% para 12%, e está numericamente empatado com Marina Silva (Rede), que manteve o mesmo patamar da última pesquisa.

Já o candidato tucano, Geraldo Alckmin (PSDB), que tem o maior tempo de horário eleitoral, passou de 7% para 9%. Pela margem de erro, que é de dois pontos percentuais para baixo ou para cima, ele também por ser considerado empatado tecnicamente com Ciro e Marina. 

Na primeira pesquisa depois da decisão do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) ter barrado o registro de candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Fernando Haddad aparece com 6%, dois pontos acima da pesquisa anterior do Ibope.

As entrevistas do levantamento começaram a ser feitos no sábado (1º), um dia após o início do horário eleitoral.

Queda na taxa de nulos e brancos

A pesquisa também mostrou uma queda nos votos nulo ou branco, de 29% para 21%. A taxa de indecisos oscilou de 9% para 7%.

Alvaro Dias (Podemos) permaneceu com 3%. João Amoêdo (Novo), passou de 1% para 3%, e Henrique Meirelles (MDB), de 1% para 2%. Os três estão empatados tecnicamente.

Guilherme Boulos (PSOL), Vera Lúcia Salgado (PPL) e João Goulart Filho mantiveram 1% de intenção de votos. Os outros concorrentes não pontuaram na pesquisa.

As comparações entre o atual levantamento e o anterior foram feitas em relação ao cenário de 20 de agosto, em que Lula não foi incluído na lista de candidatos apresentados aos entrevistados.

Margem de erro é de dois pontos

A pesquisa Ibope ouviu 2.002 eleitores, em 142 municípios, entre os dias 1º e 3 de setembro.

A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos. O intervalo de confiança é de 95%, o que significa que há uma probabilidade de 95% dos resultados retratarem o atual cenário eleitoral, considerando a margem de erro.

O registro da pesquisa na Justiça Eleitoral foi feito sob o protocolo BR‐05003/2018. Os contratantes são o Jornal Estado de São Paulo e a TV Globo.

A pesquisa estava prevista para ser divulgada na terça-feira (4), mas foi adiada por causa de uma consulta ao TSE. No registro inicial da pesquisa, realizado no dia 29 de agosto, Lula ainda era candidato, fato que foi barrado pelo Tribunal na sexta (31).

Por conta disso, o Ibope resolveu retirar da pesquisa o cenário com Lula, mantendo apenas o que traz Haddad no lugar. Como as perguntas não seguiram exatamente o roteiro previsto no questionário registrado, foi necessário consultar o TSE.

Nesta quarta-feira (4), o ministro Luiz Felipe Salomão decidiu por não analisar o mérito da questão, alegando que o Ibope não poderia ter feito a consulta, por não ser “autoridade com jurisdição federal ou órgão nacional de partido político”.