Jair Bolsonaro nega regulamentação da mídia durante governo

Presidente disse no Twitter que não vai interferir nem nas redes sociais: "Quem achar o contrário, recomendo um estágio na Coreia do Norte ou Cuba"

Chama da democracia será mantida sem regulamentação da mídia, diz Bolsonaro

Bolsonaro falou no Twitter que não vai regular a mídia

Bolsonaro falou no Twitter que não vai regular a mídia

Marcos Corrêa/Presidência da República - 25.04.2019

O presidente Jair Bolsonaro disse neste domingo (5) em sua conta no Twitter que vai manter um governo sem qualquer tipo de regulamentação da mídia, inclusive as mídias sociais.

"Em meu governo, a chama da democracia será mantida sem qualquer regulamentação da mídia, aí incluídas as sociais. Quem achar o contrário, recomendo um estágio na Coreia do Norte ou Cuba", escreveu o presidente.

A regulamentação da mídia era uma bandeira dos governos petistas. Em entrevista aos veículos Folha de S. Paulo e El País, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, hoje preso, disse que cometeu um "erro grave" ao não fazer a regulamentação da mídia.

Ontem, um dos filhos do presidente, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), escreveu em seu Twitter que "tradicionais veículos de comunicação que a todo momento espalham fake news não são banidos das redes". No entanto, segundo ele, perfis de pessoas comuns, conservadoras ou de direita, a todo momento "sofrem perseguição".

Veja também: Bolsonaro rebate fala de Lula: ‘Acho que bebida é proibida na cadeia'

O deputado chegou a fazer uma enquete e questionou seguidores: "você apoiaria uma lei que impedisse Facebook, Twitter, Instagram e YouTube de banir perfis?". Até o momento, 65% das respostas indicavam "não" à pergunta de Eduardo Bolsonaro.