‘Jamais pegarão meu telefone’, afirma Bolsonaro

Presidente diz que "só se fosse um rato" entregaria o aparelho que utiliza no exercício da presidência para um ministro da Suprema Corte

Bolsonaro diz que usa o celular para falar com autoridades

Bolsonaro diz que usa o celular para falar com autoridades

Pedro Ladeira/Folhapress - 23.7.2019

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira (22) que "jamais" entregará o aparelho celular que utiliza no exercício da presidência. "Só se fosse um rato para entregar meu telefone”, declarou.

"Alguém está achando que eu sou um rato para divulgar um telefone meu em uma circunstância dessas?", questionou o presidente em entrevista à rádio Joven Pan.

Leia mais: ‘Uma farsa desmontada’, diz Bolsonaro após divulgação de vídeo

As declarações surgem após o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) consultar a PGR (Procuradoria-Geral da República) sobre a possibilidade de confiscar o aparelho para apurar as possíveis interferências relatadas pelo ex-ministro Sérgio Moro.

Bolsonaro afirmou que utiliza o celular para conversar com autoridades de diversos países e diz confiar no Procurador-Geral da República, Augusto Aras, para barrar qualquer intenção do ministro Celso de Mello.

"Já pensou se vai para mãos do senhor Celso de Mello e ele divulga o telefone das autoridades e as ligações com chefes de Estado? Não tem cabimento. Ele divulgou 99% da reunião ministerial", avaliou o presidente.