Joesley Batista está internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo

Dono da JBS deu entrada no hospital para tratar dores nas costas

Joesley é o pivô da crise que levou à denúncia conta Temer

Joesley é o pivô da crise que levou à denúncia conta Temer

Jonne Roriz/Estadão Conteúdo - 28.11.2012

O presidente da JBS, Joesley Batista, de 44 anos, está internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, desde a noite desta terça-feira (28).

O empresário deu entrada no hospital para tratar dores nas costas, decorrente de uma possível inflamação do nervo ciático. Desde que chegou ao Einstein, ele passou por exames e recebeu medicamentos contra a dor. Ainda não há previsão de alta.

Joesley foi o pivô da crise política que resultou na denúncia conta o presidente da República, Michel Temer (PMDB), por suspeita de corrupção passiva. Em março, com um gravador guardado no bolso do paletó, ele gravou uma conversa com o peemedebista.

Temer insinua que Janot recebeu dinheiro da JBS e classifica denúncia como "ficção"

Ao analisar a gravação, a PF (Polícia Federal) concluiu que o encontro gravado entre Temer e o empresário não foi editado. O laudo sobre a gravação aponta para mais de 100 interrupções, mas nenhuma delas realizada depois da gravação.

A versão da PF é contestada pelo perito Ricardo Molina, contratado pela defesa de Temer. Molina classifica a gravação feita por Joesley como “imprestável” e diz que o laudo da PF é "cheio de evasivas, nunca é conclusivo, nem categórico".