Brasil Justiça proíbe manifestações nos arredores da PF após prisão de Lula

Justiça proíbe manifestações nos arredores da PF após prisão de Lula

Liminar expedida neste sábado (7) impede que pessoas se aglomerem na região do prédio onde ex-presidente está preso, por razões de segurança

Justiça do Paraná proíbe manifestações nos arredores da sede da PF após prisão de Lula

Manifestantes se aglomeram na chegada de Lula à PF

Manifestantes se aglomeram na chegada de Lula à PF

Thais Skodowski/R7

A Justiça do Paraná determinou na noite deste sábado (7) que manifestantes não permaneçam no entorno da sede da Polícia Federal em Curitiba (PR).

O pedido foi feito pela Prefeitura da capital paranaense. O juiz Ernani Mendes Silva Filho justificou a decisão para "evitar confrontos que podem levar a dezenas de feridos e depredação do patrimônio público e privado".

O requerimento judicial ocorre em razão da transferência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para a sede da PF, no bairro Santa Cândida.

Integrantes da direção nacional do PT estão reunidos com membros da Polícia Federal para discutir a decisão.

Veja fotos da confusão que marcou a chegada de Lula à sede da PF