A Prisão de Lula
Brasil Lula está preso na Superintendência da PF de Curitiba há 488 dias 

Lula está preso na Superintendência da PF de Curitiba há 488 dias 

Ex-presidente vive num quarto de 15 metros quadrados. Ele foi condenado a 12 anos e 1 mês, mas teve pena reduzida para 8 anos, 10 meses e 20 dias 

Lula preso

Justiça autorizou a transferência do ex-presidente para SP nesta quarta-feira

Justiça autorizou a transferência do ex-presidente para SP nesta quarta-feira

Paulo Whitaker/Reuters - 16.03.2018

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está preso na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba (PR), desde o dia 7 de abril de 2018.

Lula rendeu-se à Operação Lava Jato quase 50 horas após decretada sua prisão, para início de cumprimento da pena de 12 anos e 1 mês, em regime fechado, por crimes de corrupção e lavagem de dinheiro no caso triplex do Guarujá (SP).

Nesta quarta-feira (7), a juíza substituta Carolina Lebbos, da 12ª Vara Federal de Curitiba, autorizou a sua transferência para São Paulo.

Em Curitiba, ele vive em um dormitório de 15 metros quadrados, antes usados por policiais em viagem, no quarto andar. O espaço não tem grade e dispõe de banheiro, armário, mesa com quatro cadeiras, esteira ergométrica e um aparelho de TV com entrada USB e sintoniza canais abertos.

Ele passa a maior parte do tempo isolado. Sai para banho de sol apenas três vezes por semana, num espaço de 40 metros quadrados onde antes era um fumódromo.
Durante a semana, conversa por uma hora com seus advogados. Na parte da manhã, com Luiz Carlos da Rocha, o Rochinha, e, à tarde, com Manoel Caetano.

Nas quintas-feiras pela manhã, recebe a visita de dois amigos, normalmente políticos. À tarde, chegam os parentes.

Lula acorda sempre antes 7h, tem a porta do quarto destrancada às 8h, anda de esteira quase todos os dias e come a mesma refeição dos outros presos.
Por ser pré-diabético, três vezes por semana, é medido o seu índice de glicemia no sangue.

Processo

Em abril deste ano, a Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) reduziu a pena do ex-presidente para 8 anos, 10 meses e 20 dias de prisão, ao julgar um recurso.

A decisão foi unânime e ocorreu um ano e três meses após condenação em segunda instância do petista.

Com a nova pena, Lula terá mais facilidade para uma eventual progressão de pena ainda neste ano. Criminalistas avaliam que ele, que já cumpriu um ano, pode tentar migrar para o regime semiaberto já a partir de setembro.