Lula parte para Curitiba em avião da Polícia Federal

Voo deve durar menos de uma hora. Em Curitiba, ele deve seguir de helicóptero para a sede da Polícia Federal

Avião da Polícia Federal leva Lula para Curitiba

Avião da Polícia Federal leva Lula para Curitiba

Nilton Fukuda/Estadão Conteúdo

O avião da Polícia Federal que leva o ex-presidente Lula decolou por volta das 20h40 do Aeroporto de Congonhas. O destino é o Aeroporto Internacional Afonso Pena, na região metropolitana de Curitiba, capital do Paraná, onde ele vai começar a cumprir a pena de 12 anos e 1 mês. 

O voo deve durar cerca de uma hora. 

Manifestantes fecham a Avenida Washington Luiz

Manifestantes fecham a Avenida Washington Luiz

Fabio Fleury/R7

Durante todo o dia, grupos de militantes se concentraram nas ruas próximas ao aeroporto, na zona sul da capital paulista, para esperar a chegada do ex-presidente. Por volta das 20h30 eles fecharam a Avenida Washington Luiz, o Batalhão de Choque da Polícia Militar está no local.

Assim que o avião chegar à Curitiba, um helicóptero deve levar Lula até a Polícia Federal, em Santa Cândida, Curitiba. Lá ele deve ficar em uma sala isolada no último andar do prédio.

Membro da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, o delegado da PF Igor Romário de Paula detalhou nesta sexta-feira (6) as condições que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva terá enquanto estiver preso na Superintendência da PF na capital paranaense.

Ele ficará em uma sala isolada, uma cela especial chamada "Sala de Estado Maior", a pedido do juiz Sérgio Moro. Uma sala simples que tem uma cama, uma mesa com cadeiras e o acesso a um banheiro. O restante do tratamento da disciplina e da prisão dele será como de qualquer outro preso.

A Sala de Estado Maior tem cerca de 15 metros quadrados, uma janela, que fica para dentro da estrutura do prédio. A alimentação será como a de outros presos.