Brasil Maioria dos líderes deve votar pela manutenção da prisão

Maioria dos líderes deve votar pela manutenção da prisão

Cálculo após a reunião do colégio de líderes era que mais de 300 deputados votem pela manutenção da prisão de Daniel Silveira

  • Brasil | Thiago Nolasco, da Record TV

Sessão no plenário da Câmara vai decidir sobre prisão de Daniel Silveira

Sessão no plenário da Câmara vai decidir sobre prisão de Daniel Silveira

Michel Jesus/Câmara dos Deputados

A maioria dos líderes partidários deve votar pela manutenção da prisão do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ). A sessão da Câmara marcada para as 17h desta sexta-feira (19) vai apreciar o mandado de prisão expedido pelo STF (Supremo Tribunal Federal).

Em reunião do colégio de líderes realizada na quinta-feria (18), que durou três horas, a reportagem apurou que os parlamentares fizeram ressalvas, sabem que abrem um precedente perigoso, mas acreditam que as falas do deputado foram muito graves.

Silveira foi detido na terça-feira (16), após divulgação de vídeo com ataques a ministros do STF. A ordem de prisão foi do ministro do STF Alexandre de Moraes, decisão referendada pelo plenário da Corte. Nesta quinta-feira, o juiz instrutor Aírton Vieira decidiu, durante audiência de custódia, que o deputado federal continuará preso.

O cálculo após a reunião é que mais de 300 deputados facilmente votem pela manutenção da prisão. Para ser aprovado, parecer precisa de 257 votos, o equivalente à maioria dos membros da Casa, formada por 513 deputados.

O deputado Daniel Silveira poderá falar até três vezes no plenário da Câmara. O direito é assegurado pelo regimento interno. Segundo apuração da reportagem, Silveira deve ser condenado no inquérito dos atos antidemocráticos e ficar inelegível por 8 anos, de acordo com a Lei da Ficha Limpa.

Como pedido de cassação de Silveira ao Conselho de Ética partiu da Mesa Diretora da Câmara, a Mesa também enviará ao conselho insultos de parlamentares contra outros chefes de poder, para manter isonomia. 

Últimas