Eleições 2018

Brasil Marcelo Crivella (PRB) lidera intenções de voto ao governo do RJ, diz pesquisa

Marcelo Crivella (PRB) lidera intenções de voto ao governo do RJ, diz pesquisa

Prefeito da capital fluminense tem 27,8% da preferência. Romário (PODE) é segundo, com 14%

  • Brasil | Do R7

Crivella é nome mais lembrado pelo eleitorado para assumir Estado

Crivella é nome mais lembrado pelo eleitorado para assumir Estado

Luis Macedo/27.06.2017/Câmara dos Deputados

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), é o preferido do eleitorado flumiense para assumir o governo do Estado em 2018. Levantamento do Paraná Pesquisas, divulgado nesta segunda-feira (17), indica que Crivella tem 27,8% das intenções de voto para o governo do Rio de Janeiro na pesquisa estimulada.

O senador Romário (PODE-RJ) aparece na segunda posição, com 14% da preferência, seguido pelo ex-prefeito Eduardo Paes (PMDB), que tem 9%.

Completam a lista o ex-técnico da seleção de vôlei Bernardinho (7,7%), Índio da Costa (5,7%), Eduardo Bandeira de Mello (4,4%), Rodrigo Maia (3%), Tarcísio Motta (2,3%) e Rodrigo Neves (1,2%). Os indecisos são 5,1%, enquanto os que não votariam em nenhum candidato são 19,8%.

A pesquisa considerou 2.020 entrevistas, feitas entre os dias 06 a 10 de julho, com eleitores de 43 cidades do Estado. O grau de confiança é de 95%, e a margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Simulação sem Crivella

O instituto analisou também um cenário sem a presença do prefeito do Rio de Janeiro na disputa. Nesta simulação, Romário é o preferito com 15,5% das intenções de voto, seguido por Marcelo Freixo (com 10,5%) e de Anthony Garotinho, que tem 9,5% da preferência.

Também pontuaram nessa simulação o Bernardinho (7,8%); Índio da Costa (6,5%); Lindbergh Farias (5,2%); Eduardo Bandeira de Mello (4,7%); Rodrigo Maia (3,2%); e Rodrigo Neves (1,2%). Os indecisos são 4,9% do total, enquanto os eleitores que não votariam em nenhum deles somam 21,8%.

Gestão Pezão

Oito em cada dez moradores do Estado do Rio de Janeiro condenam a gestão de Luiz Fernando Pezão (PMDB): os eleitores que julgam a administração ruim são 18,1%, enquanto outros 64,1% consideram "péssima" a gestão.

Outros 12,5% consideram regular o governo Pezão. Por outro lado, 3,8% aprovam a gestão, sendo que 3,5% consideram a administração "boa" e 0,3%, "ótima". Outros 1,5% não souberam ou não opinaram.

Últimas