Apagões pelo Brasil

Brasil Marinha mobiliza navios e mais de 40 fuzileiros para apoio ao Amapá

Marinha mobiliza navios e mais de 40 fuzileiros para apoio ao Amapá

Estado sofreu apagão que atingiu 14 de seus 16 municípios; no total, 51 toneladas de materiais serão enviados para a capital, Macapá

  • Brasil | Do R7

Carregamento de gêneros alimentícios e medicamentos no Navio-Auxiliar “Pará”

Carregamento de gêneros alimentícios e medicamentos no Navio-Auxiliar “Pará”

Reprodução/Marinha do Brasil

A Marinha do Brasil enviou neste sábado (7) três navios, uma aeronave e mais de 40 fuzileiros navais para o Amapá, que há 4 dias sofreu um apagão em 14 de seus 16 municípios. O blecaute foi causado por um incêndio na principal subestação do Estado.

"Os meios navais e militares deslocados terão como objetivo apoiar as ações que estão em andamento no Amapá, com o intuito de amenizar os impactos da falta de energia elétrica que ainda permanece em alguns bairros da capital", diz a nota divulgada pelo braço das Forças Armadas.

Leia também: Ministro e Alcolumbre não descartam racionamento no Amapá

A ação faz parte da Operação Amapá, realizada pelo Ministério da Defesa para coordenar o emprego das Forças Armadas no apoio às ações decorrentes da falta de energia no Estado.

Ao todo, três navios e um helicóptero da Marinha, duas aeronaves da Força Aérea e tropas do Exército e dos fuzileiros navais participam dos esforços para normalizar a situação.

Segundo nota divulgada pela pasta, os navios Auxiliar Pará e Patrulha Guanabara, do Comando do 4º Distrito Naval, e Doca Multipropósito Bahia, da Esquadra Brasileira. foram carregados com alimentos e medicamentos.

Todos estarão no Amapá até segunda-feira (9). O helicóptero UH-15 Super Cougar já está no aeroporto da capital, Macapá, que vai receber, no total, 51 toneladas de materiais.

Os militares do exército, por sua vez, fornecerão combustíveis aos hospitais municipais e estaduais da capital e do município de Santana. Além disso, vão distribuir água, instalar geradores nos laboratórios e clínicas destinadas ao tratamento da covid-19 e prestar apoio aos órgãos de segurança pública e defesa civil do Amapá.

Leia também: Após apagão, Alcolumbre e ministro de Energia seguem para o Amapá

Os aviões da FAB (Força Aérea Brasileira) foram usados para o transporte de geradores de energia. A primeira aeronava pousou ontem em Manaus e chegará hoje à tarde em Macapá com uma carreta e um trator. Já a segunda levará para o Estado. além dos geradores, baterias do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que serão utilizadas nas urnas para as eleições.

Últimas