Brasil Mesmo com denúncias, campanha do deputado Henrique Alves continua a todo vapor

Mesmo com denúncias, campanha do deputado Henrique Alves continua a todo vapor

Parlamentar é o favorito para assumir a presidência da Câmara

Mesmo com denúncias, campanha para presidência da Câmara continua a todo vapor

Deputado Henrique Alves nega as irregularidades veiculadas na imprensa no último fim de semana

Deputado Henrique Alves nega as irregularidades veiculadas na imprensa no último fim de semana

Jose Cruz/17.10.2011/ABr

Depois de responder a denúncias sobre irregularidades na contratação de veículos no gabinete e possível favorecimento em emendas parlamentares, o deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), favorito para assumir a presidência da Câmara dos Deputados, continua em campanha a todo vapor.

Esta semana, o deputado viajará para cinco Estados diferentes: Rio Grande do Sul, Paraná, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo. Na semana que vem, as viagens continuam para tentar conseguir mais apoio à candidatura.

No último sábado (12), a revista Veja informou que o líder do PMDB na Casa alugou carros da empresa Global Transportes, do Distrito Federal, que teria por trás o ex-assessor do PMDB César Cunha.

Henrique Alves, deputado há 42 anos, é o favorito na disputa pela presidência da Câmara

Leia mais notícias no R7

Verba liberada para deputado abastece empresa do próprio assessor, diz jornal

A empresa está registrada no nome de Viviane dos Santos, que disse ter emprestado o nome à tia Kelen Gomes, responsável por emitir as notas para o gabinete do líder do PMDB.

O deputado nega irregularidades. A assessoria de imprensa de Henrique Alves informou que a empresa contratada está dentro da legalidade e prestou serviço ao gabinete corretamente. Possíveis irregularidades relatadas pela revista já estão sendo investigadas pela equipe do gabinete.

Candidato à presidência da Câmara gasta mais de R$ 8.000 por mês com empresa fantasma, segundo revista

O jornal Folha de S. Paulo também publicou reportagens sobre o deputado do PMDB. Segundo o jornal, parte das emendas parlamentares do líder do PMDB beneficiou Aluizio Dutra de Almeida, assessor do deputado na Câmara.

Almeida é sócio da Bonacci Engenharia e Comércio, empresa contratada para fazer pelo menos três obras no estado nordestino financiadas por emendas do líder do PMDB que custaram cerca de R$ 1,2 milhão.

Em relação ao suposto favorecimento apontado pelo jornal Folha de S. Paulo, a assessoria informou que a esfera de atuação do deputado é política e que, em dez anos, ele conseguiu cerca de R$ 60 milhões em recursos de emendas parlamentares para o Estado e municípios do Rio Grande do Norte.

"Dentro desses recursos, licitações foram feitas pelo Executivo dentro da legalidade", informou a assessoria.

Campanha

O principal concorrente de Henrique Alves na eleição para a presidência da Câmara em fevereiro, o depugado Julio Delgado (PSB-MG) também está com a agenda cheia e diz que agora, mais do que nunca, reforça a proposta da campanha.

— Meu discurso não muda com isso tudo. Ulysses Guimarães já dizia e eu vou repetir, porque concordo. Ou nós mudamos ou seremos mudados. Se a gente não mudar essas práticas no Legislativo, a sociedade vai mudar a gente.

Delgado também vai viajar durante a semana para diversos Estados. A campanha continua até a primeira semana de fevereiro, quando os deputados vão eleger a nova Mesa Diretora para os próximos dois anos.