Michelle Bolsonaro participa de distribuição de cestas básicas

Para combater os efeitos do coronavírus na população mais vulnerável, primeira-dama tem divulgado ações de arrecadação pela internet

Michelle participa de entrega de cesta básica em lar de idosos em Brasília

Michelle participa de entrega de cesta básica em lar de idosos em Brasília

Reprodução/Instagram

A primeira-dama Michelle Bolsonaro tem participado de distribuição de cestas básicas a idosos e comunidades carentes. Usando máscara e cumprimentando com cotovelo ou com gesto de abraço a distância, Michelle divulgou em redes sociais  ações para arrecadação de doações contra os efeitos do coronavírus.

As distribuições foram no Lar dos Velhinhos Maria Madalena, em Brasília, e na comunidade Sol Nascente, em Ceilândia. "Que possamos cada dia mais ser acolhedores e ajudar os mais necessitados", afirmou a primeria-dama.

Primeira-dama entrega alimentos em comunidade

Primeira-dama entrega alimentos em comunidade

Reprodução/Instagram

As doações fazem parte da campanha Arrecadação Solidária, lançado pelo Programa Pátria Voluntária, em parceria com a Fundação Banco do Brasil, para ajudar a população em situação mais vulnerável. 

As doações podem ser realizadas por transferência bancária ou via cartão de crédito, por pessoas físicas e jurídicas, no Brasil e no exterior. O valor mínimo é R$ 30. Para participar, pessoas físicas ou jurídicas podem acessar a plataforma do Pátria Voluntária (patriavoluntaria.org) ou o site do Todos por Todos (www.gov.br/todosportodos).

A prioridade do projeto é atender a pessoas no grupo de risco, principalmente os idosos, e demandas sociais das comunidades vulneráveis. O Programa Nacional de Incentivo ao Voluntariado (Pátria Voluntária) é coordenado pela Casa Civil da Presidência da República e conta com um conselho presidido pela primeira-dama. A plataforma já tem mais de 300 instituições cadastradas.

Ver essa foto no Instagram

@fundacaobb @maossolidariassn @patria.voluntaria

Uma publicação compartilhada por Michelle Bolsonaro (@michellebolsonaro) em