Brasil Ministério da Justiça recebe ações para o combate à corrupção

Ministério da Justiça recebe ações para o combate à corrupção

Instituições públicas, organizações civis e instituições acadêmicas poderão encaminhar sugestões até 6 de setembro

  • Brasil | Do R7

Instituições deverão enviar as propostas até 6 de setembro ao ministério

Instituições deverão enviar as propostas até 6 de setembro ao ministério

Reprodução Gov.com

O Ministério da Justiça e Segurança Pública abriu o prazo para receber propostas de ações para a Enccla 2022 (Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro). Instituições públicas, organizações da sociedade civil e instituições acadêmicas podem enviar os projetos até 6 de setembro, por meio de formulário eletrônico disponível na página do ministério (gov.br/mj).

Leia também: Ministério da Justiça investe R$ 2 mi em projetos para refugiados

O objetivo é aumentar a participação das instituições públicas e das organizações da sociedade civil na definição de ações destinadas a produzir melhorias na prevenção, na detecção e na punição aos crimes de corrupção e de lavagem de dinheiro.

As propostas inscritas devem se enquadrar em um ou mais eixos de atuação e objetivos estratégicos da Enccla. A prevenção, por meio de ações para evitar ocorrências de atos de corrupção; a detecção, com mecanismos para melhor identificação e controle de atos de corrupção; e a punição, com proposições para a investigação e aplicação de sanções ou penas a quem praticou atos de corrupção.

O trabalho é concretizado por intermédio de ações temáticas anuais que são desenvolvidas por grupo de trabalho interinstitucional. Para este ano, 11 ações estão em desenvolvimento e seus resultados serão submetidos à aprovação na XIX Reunião Plenária da Enccla, em dezembro de 2021.

Os principais resultados práticos desta articulação institucional consistem em medidas de concretização de políticas públicas, seja por meio de proposições normativas, de aprimoramento de estruturas administrativas e de fluxo de informações, da formulação de cartilhas e programas de treinamento e capacitação, da divulgação e implementação de boas práticas no serviço público entre outras medidas.

Últimas