Eleições 2018
Brasil Ministério Público denuncia Fernando Haddad por corrupção

Ministério Público denuncia Fernando Haddad por corrupção

Ex-prefeito de São Paulo e provável candidato do PT à Presidência é apontado como recebedor de propina de R$ 2,6 milhões em 2013

Denúncia

Haddad foi prefeito de São Paulo até 2016

Haddad foi prefeito de São Paulo até 2016

Cassiano Rosário/Futura Press/Estadão Conteúdo

O MP-SP (Ministério Público do Estado de São Paulo) apresentou na segunda-feira (3) uma denúncia de corrupção contra o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT). De acordo com o promotor Marcelo Mendroni, o petista teria recebido R$ 2,6 milhões de propina da empreiteira UTC para quitar dívidas da campanha municipal de 2012.

A promotoria também ofereceu denúncia contra o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto; o doleiro Alberto Youssef; o ex-deputado estadual petista Francisco Carlos de Souza (Chicão); o presidente da UTC, Ricardo Pessoa; e contra o diretor financeiro da UTC, Walmir Pinheiro Santana.

Caberá à Justiça decidir se os investigados se tornam réus em um possível processo criminal. 

De acordo com a denúncia, os valores supostamente repassados a Haddad são oriundos de contratos superfaturados da UTC, que eram enviados a uma conta de caixa 2 da empreiteira.

O doleiro distribuía os valores a pessoas físicas e jurídicas que, então, faziam pagamentos a gráficas indicadas pelo ex-parlamentar. O dinheiro teria sido repassado entre maio e junho de 2013 para quitar dívidas contraídas em 2012.

Haddad é o principal nome cogitado para substituir Lula na chapa presidencial do PT, uma vez que o ex-presidente está preso e foi impedido pelo Tribunal Superior Eleitoral de concorrer.

A legenda tem até o dia 11 deste mês para indicar o substituto.

Procurada, a assessoria de Fernando Haddad enviou a seguinte nota: 

Surpreende que no período eleitoral , uma narrativa do empresário Ricardo Pessoa, da UTC, sem qualquer prova, fundamente três ações propostas pelo Ministério Público de São Paulo, contra o ex-prefeito e candidato a vice-presidente da República, Fernando Haddad. É notório que o empresário já teve sua delação rejeitada em quase uma dezena de casos e que ele conta suas histórias de acordo com seus interesses. Também é de conhecimento público que, na condição de prefeito, Fernando Haddad, contrariou no segundo mês de seu mandato, o principal interesse da UTC de Ricardo Pessoa na cidade: a obra confessadamente superfaturada do túnel da avenida Roberto Marinho.

Em relação aos demais citados, a reportagem ainda tenta localizar a defesa deles.

    Access log