STF

Brasil Ministro avisa Bolsonaro sobre ação relacionada a impeachment no STF

Ministro avisa Bolsonaro sobre ação relacionada a impeachment no STF

Processo quer que o Supremo obrigue o presidente da Câmara dos Deputados a analisar denuncia de crime de responsabilidade do presidente

  • Brasil | Clébio Cavagnolle, da RecordTV, e Márcio Neves, do R7

Ministro Celso de Mello durante sessão do STF

Ministro Celso de Mello durante sessão do STF

Foto: Fellipe Sampaio/SCO/STF

O ministro Celso de Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal), mandou notificar o presidente Jair Bolsonaro sobre um processo que tramita na corte que pede que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, analise um pedido de impechment contra o presidente no Congresso Nacional.

Leia também: Celso de Mello terá esquema especial para assistir a vídeo

“O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal, manda que o Oficial de Justiça cite o excelentíssimo Senhor Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro", escreveu Celso de Mello na intimação.

A notificação vai permitir que Bolsonaro conteste a ação e constitua advogados para acompanhar seu andamento.

"O justo receito [aviso] da persistência de crimes de responsabilidade cometidos, em tese, pelo Presidente da República, a partir de casos mais similares a exemplos esdrúxulos tratados academicamente, daqueles que jamais se imaginou que um ocupante da Presidência da República viesse a praticar, por serem demasiado caricatos e, evidentemente, hiperbólicos", escreveram os advogados na ação.

Além de querer exigir que a Câmara dos Deputados analise a denúncia, a ação  pede também medidas preventivas contra Bolsonaro para que ele seja impedido de promover e participar de aglomerações, em função da pandemia da covid-19.

Reprodução

Últimas