Brasil Ministro pede para investigar tuite que liga Bolsonaro ao nazismo

Ministro pede para investigar tuite que liga Bolsonaro ao nazismo

Solicitação de André Mendonça encaminhada à Polícia Federal e à Procuradoria-Geral da República cita artigo que prevê prisão de 1 a 4 anos

Reuters - Brasil
Pedido de investigação foi feito por André Mendonça

Pedido de investigação foi feito por André Mendonça

Marcello Casal Jr/Agência Brasil - 23.04.2020

O ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, pediu nesta segunda-feira (15) à PF (Polícia Federal) e à PGR (Procuradoria-Geral da República) a abertura de inquérito para investigar uma publicação reproduzida no Twitter do jornalista Ricardo Noblat com alusão da suástica nazista ao presidente Jair Bolsonaro.

O pedido de investigação, segundo a nota, leva em conta a lei que trata dos crimes contra a segurança nacional, citando o artigo 26. Essa norma dispõe que "caluniar ou difamar o presidente da República, o do Senado Federal, o da Câmara dos Deputados ou o do Supremo Tribunal Federal, imputando-lhes fato definido como crime ou fato ofensivo à reputação". O texto prevê pena de prisão de 1 a 4 anos.

A Secretaria de Comunicação, chefiada por Fábio Wajngarten, também ameaça processar o jornalista Ricardo Noblat e o chargista Renato Aroeira pela ilustração que usa a suástica como crítica a Jair Bolsonaro.

Últimas